Incêndio na Serra de Itabaiana ainda não foi controlado

Brigadistas e voluntários estão mobilizados na tentativa de apagar o incêndio que consome, desde a manhã do sábado (23), a Serra Comprida, no Parque Nacional da Serra de Itabaiana. A vegetação seca tem facilitado a propagação do fogo. Vários animais já foram encontrados mortos e as chamas já consumiram cerca de 600 hectares do parque. Os trabalhos que foram suspensos na noite de ontem (24), foram retomados na manhã desta segunda-feira (25) com o apoio de uma equipe do Corpo de Bombeiros.

A informação do chefe da unidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) em Itabaiana, Marleno Costa, é que o primeiro foco de incêndio foi detectado na manhã do sábado. Por conta da temperatura alta, as chamas se alastraram rapidamente pela vegetação seca. Munidos de abafadores, brigadistas e voluntários se esforçam para conter o avanço do fogo que consume a reserva.

No domingo (24), o trabalho contou com o apoio do uma equipe do Corpo de Bombeiros. Existe a suspeita que o incêndio possivelmente foi causado pela queimada de uma roça.