Juiz concede alvará de soltura a agente que atirou dentro do Core

O juiz de direito, Aldo de Albuquerque Mello, concedeu alvará de soltura ao policial civil suspeito de sacar um revólver e atirar dentro da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), no conjunto Orlando Dantas, em Aracaju, nessa segunda-feira, 28.

De cordo com a sentença, a prisão em flagrante não foi executada com a observância dos requisitos constitucionais exigidos, não constando informações sobre advertências legais.

A Corregedoria da Polícia Civil tem prazo de 30 dias para concluir as investigações.