Medidas de enfrentamento a Covid-19 são reforçadas nos Terminais de Integração

As formas de combate ao coronavírus têm sido cada vez mais fortalecidas no país. Após meses de isolamento social, aos poucos as atividades vêm sendo reestabelecidas. E o sistema de transporte coletivo público, que foi um dos serviços que nunca parou, passou por modificações nos últimos meses. Desde o começo da Pandemia Covid-19, as empresas de ônibus têm se adequado e buscado meios de assegurar a saúde de seus colaboradores e usuários. Incentivo ao uso e distribuição de máscaras, álcool nas entradas dos terminais, orientação quanto aos distanciamento nas filas de embarque, marcação de distância no piso dos ônibus e terminais, incentivo a lavagem das mãos com lavatórios externos, entre outras coisas foram feitas para melhorar assistir aos passageiros. Contudo, o setor continua avançando quanto às medidas e está desenvolvendo mais uma ação preventiva. 

A Federação das Empresas de Transportes de Passageiros dos Estados de Alagoas e Sergipe (Fetralse) iniciou na última terça-feira, 28, mais uma campanha de combate ao coronavírus em todos os Terminais de Integração de Aracaju e Maceió, para fortalecer os cuidados nesse momento de começo da retomada econômica. A ação, que é feita em parceria com o Projeto Ambiental Despoluir, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) e as empresas de ônibus de Aracaju e Maceió, conta  com duplas de agentes, distribuídas nos períodos de maior circulação de pessoas, para medir a temperatura dos usuários de ônibus, aspergir álcool nas mãos e dar orientação sobre cuidados com a prevenção contra o Covid-19. A ação tem sido bem recebida pelos passageiros! A estudante universitária, Mirela Oliveira, estava indo ao trabalho do Terminal DIA, quando foi recepcionada pelos agentes para medir sua temperatura, e parabenizou a iniciativa. 

“Vejo como extremamente positiva e necessária essa atitude. E fico feliz que a maioria das pessoas tem aceitado o atendimento. A gente vive com um inimigo invisível e um período crítico. Ver um setor se mobilizando pela gente foi importante”, contou ela. A doméstica Ana Lúcia dos Santos fez questão de medir a temperatura e receber álcool em gel. Com 36.2 de temperatura, ela garante que seguirá o seu destino mais tranquila. “Eu fico satisfeita em ver mobilização pela gente. Eu percebo que essa ótima iniciativa faz com que a gente não se sinta sozinho nesse momento. Por parte dos governos, muita gente se sente carente nesse sentido e espero que mais ações aconteçam daqui pra frente”, relatou. 

O presidente da Fetralse, Alberto Almeida, afirma que o momento pede o fortalecimento da informação aos passageiros. “Essa é uma maneira de promover mais um cuidado para com o usuário nesse momento que começa a serem reabertas algumas atividades. Agora além da informação e do álcool em gel, a pessoa poderá medir sua temperatura antes de seguir viagem. Quando é identificada alguma temperatura acima do normal, a pessoa é orientada a buscar ajuda. E todas as ações que já vinham sendo desenvolvidas continuam”, disse. 

Até o primeiro turno da sexta-feira, 31, durante as ações nos oito terminais de Aracaju e da região metropolitana, 27.884 pessoas tiveram sua temperatura medidas e, desta, apenas oito apresentaram anormalidade no resultado. Todas as pessoas que apresentaram temperaturas diferenciadas foram orientadas a seguirem os protocolos de saúde em relação a Covid-19. As ações nos terminais seguem normalmente em dois turnos até o meio de agosto.