Ministro da Cultura participa da ‘Brigada da Educação contra o Aedes” em Sergipe

Da redação, Joângelo Custódio

 

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, esteve na manhã desta sexta-feira (19), no município de Itabaiana, distante 58 quilômetros de Aracaju, para participar da ação “Brigada dos Educadores contra o aedes”, promovida pelo governo do Estado.

 

A ação aconteceu na Escola Estadual Murilo Braga, na cidade serrana, a qual recebeu o selo de alerta verde da campanha porque que não tem foco ou potencial para o desenvolvimento do mosquito transmissor da Dengue, da Febre Chikungunya e do Vírus Zika.

 

A mobilização integra os esforços do Governo Federal na promoção de ações de orientação à população para a eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus. O objetivo é aproveitar o período de volta às aulas para incluir as comunidades escolares nas ações de combate e prevenção ao mosquito.

 

"O nosso trabalho é educativo. Cada um tem que fazer a sua parte. Por isso, estamos mobilizando cerca de 19 mil professores e servidores, além de 170 mil alunos que estudam nas 354 escolas da rede estadual", ressalta o secretário de Educação Jorge Carvalho.

 

A meta é visitar todas as escolas estaduais de Sergipe até o final de março. As unidades de ensino que tiverem focos do mosquito irão receber um selo de alerta vermelho.

 

“O objetivo é alertar estudantes, professores e todos os sergipanos sobre a gravidade da infestação do mosquito. Criamos três selos, e todas as escolas estaduais estão sendo inspecionadas pela Brigada, que tem membros da Seed, SES e Defesa Civil. Naquelas onde não encontramos nenhum risco de infestação, é colocado um selo verde, mas nos lugares onde há risco, é colocado o selo amarelo, e risco ativo do mosquito o selo é vermelho” explicou Carvalho. 

 

Participação

 

Além do ministro Juca, participam da solenidade de abertura e da vistoria das instalações da escola de Itabaiana o governador do estado, Jackson Barreto; o secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho do Nascimento; o secretário de Estado da Saúde, José Macêdo Sobral, e brigadistas e técnicos da secretaria de Educação.