Moradores do ‘Paraíso da Barra’ começam a receber aluguel social

As 19 famílias que residiam no loteamento “Paraíso da Barra”, situado no município da Barra dos Coqueiros, começaram a realizar nesta quarta-feira (2), as mudanças previstas após a assinatura da inserção no benefício de Aluguel Social do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Mulher, da Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh).

 

O acordo, firmado com a presença da Defensoria Pública na última quinta-feira (25) garantiu o recebimento do valor de R$ 300 mensais e o cadastro das famílias, além do adiamento do prazo que deixassem o local, ocupado indevidamente.

 

Iniciadas nesta quarta, quando quatro famílias se deslocaram para suas novas residências, as mudanças estão previstas para ocorrer até a próxima sexta-feira (4), conforme explica a gerente de Proteção Básica da Seidh, Maria de Fátima Leite.

 

“As mudanças serão feitas gradativamente e já têm uma ordem pré-estabelecida para acontecer. Estamos inclusive disponibilizando um caminhão baú e dois ajudantes para auxiliar os moradores. Assim que saírem das casas, as famílias entregarão a chave para a secretaria e irão para as casas que elas mesmas procuraram, a partir do aluguel social”, disse.

 

Ainda segundo ela, o aluguel social será um benefício temporário. “Assim que receberem suas casas pelo cadastro realizado na Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), essas famílias saem do aluguel social e passam a residir em moradia própria”, completou. Além do Programa de Aluguel Social, que oferece diretamente ao beneficiário o benefício mensal no valor de R$ 300, as famílias se cadastrarão também no Sistema de Cadastro Único, que segundo o Coordenador Estadual do Cadastro Único e Bolsa Família, José Carlos Ferreira, é a ‘porta de entrada’ para os demais programas sociais do Governo Federal. 

 

“Algumas famílias já têm o cadastro, mas outras não, então agendamos com o pessoal do município da Barra dos Coqueiros e, a partir da próxima segunda, essas famílias já poderão se cadastrar. As famílias que se mudarem para Aracaju ou outro município terão que procurar as secretarias municipais das suas respectivas localidades”, explica.

 

Ainda de acordo com ele, a partir do Cadastro Único, as famílias poderão ser usuárias de programas como o Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica, Cursos do Pronatec, entre outros.

 

Conforme conta um dos líderes comunitários do loteamento, Cícero Apolinário, as famílias saíram satisfeitas do acordo firmado. “Depois do acordo realizado com o Governo, estamos realizando tudo nos trâmites legais, inclusive cumprindo o horário que nós marcamos. Depois de a secretária Marta Leão ter nos chamado para conversar e nos garantido o aluguel social, temos o compromisso de desocupar a área. Agora já está tudo resolvido”, destacou Cícero.

 

Fonte: ASN