PC desarticula grupo crimino que agia em zonas rurais

Da redação, AJN1

A Polícia Civil prendeu uma associação criminosa envolvida em roubos em propriedades rurais nos municípios de Cumbe, Feira Nova e Nossa Senhora das Dores,no Médio Sertão. Entre os presos estão Álvaro Pereira da Silva Melo, Antônio José Feitosa, Gleydson Vieira Bezerra e João Bosco Quintela Vieira Júnior.

O delegado regional de Nossa Senhora das Dores, Marcos Garcia, e o diretor da Coordenadoria de Operações de Recursos Especiais (Core), Ricardo Porto, forneceram detalhes sobre a prisão do grupo, que agia de forma violenta e agredindo fisicamente as vítimas e provocando terror durante as ações delituosas.

“Nós iniciamos essa investigação e para nossa surpresa, em uma dessas ações eles esqueceram um telefone celular pessoal. Com base nesse telefone, nós representamos por algumas medidas protetivas. Esse aparelho foi a chave para nossa investigação. Nós passamos a monitorá-los e, na sexta-feira, com o apoio da Core e da Copci, nós deflagramos a operação que culminou na prisão de quatro componentes desse grupo”, explicou o delegado.

Com o grupo, a polícia apreendeu duas armas de fogo, sendo uma espingarda e um revólver calibre 38. A ação também contou com o apoio das equipes da Coordenadoria da Polícia Civil do Interior (Copci), Coordenadoria de Operações de Recursos Especiais (Core) e Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol).

”A investigação foi muito bem conduzida pelo delegado Marcos Garcia. Por meio dos esforços e das investigações da equipe, do auxílio da Divisão de Inteligência, esses indivíduos foram monitorados, fizemos o acompanhamento e conseguimos montar uma operação para capturar a quadrilha”, afirmou o diretor da Core, Ricardo Porto.

No momento da abordagem policial eles se encontravam em um bar e, assim que saíram do local, as equipes fizeram a abordagem e não houve reação. No interior do veículo, que estava com o grupo, foram encontradas duas armas, um revólver e uma escopeta, eles foram conduzidos para a 4ª DM, onde confirmou-se que integrantes da associação criminosa já tinham assaltado propriedades rurais nas cidades de Propriá, Telha, Cedro de São João e Estância.

Com informações da SSP