Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Produtor rural está conectado à tecnologia da informação

 

Nesta terça-feira (25), é comemorado o Dia do Produtor Rural. No Brasil o universo do agronegócio no Brasil tem vivido uma ampla e profunda transformação nas últimas décadas. Cada vez mais distante dos velhos estereótipos, o pequeno produtor rural está se modernizando, incorporando novas tecnologias e mudando o modo de gerenciar os rumos do seu negócio. É isso o que revela uma pesquisa inédita realizada pelo Sebrae.

Em Sergipe, o percentual de produtores que usam aparelhos celulares é de 94,7%, sendo que 76,3% deles acessam a Web pelos próprios telefones móveis. A maior parte desses empreendedores (60%) utilizam o celular há pelo menos seis anos.

A pesquisa “Tecnologia da Informação no Agronegócio” revelou ainda que 23% dos produtores acessam a internet em suas próprias propriedades rurais. Eles a utilizam principalmente para pesquisar preços junto a fornecedores, acessar emails e ter acesso a serviços financeiros.

Os dados revelam ainda que apenas 14% dos empreendedores que trabalham no campo faz o controle de despesas, receitas, custos e estoques do negócio utilizando planilhas no computador. Entretanto, 45% dos produtores utilizariam uma ferramenta digital para realizar esses levantamentos se tivessem acesso.

Para o superintendente do Sebrae em Sergipe, Emanoel Sobral, a pesquisa confirma a necessidade de investimentos no meio rural, de modo a aumentar o acesso dos produtores às Tecnologias da Informação. “No mundo atual, onde o pequeno produtor precisa agregar valor ao seu trabalho e se diferenciar do restante do mercado, o acesso aos instrumentos digitais é algo fundamental para a conquista de novos públicos consumidores e para elevar o nível de competitividade do negócio”.

Comércio eletrônico

A pesquisa do Sebrae ouviu 4.467 produtores rurais, entre 29 de março e 12 de abril, nas 27 unidades da Federação. Os dados revelaram que os produtores fazem uso restrito da Internet, seja para transações comerciais ou para divulgação, em grande parte por conta da dificuldade de acesso ou da má qualidade da conexão: Em Sergipe, 55,9% dos produtores já fizeram alguma venda pela Internet, 44,1% já usaram a Web para efetuar vendas e apenas 13,6 % dos empreendimentos rurais possuem página na Internet ou perfil nas Redes Sociais.

Quanto ao tema da gestão, apesar de 50% dos empreendedores já praticarem o gerenciamento administrativo e financeiro dos seus negócios rurais, apenas 14 % dos produtores fazem isso por meio de ferramentas digitais de gestão. Entretanto 26% informou que utilizariam esses recursos para gerenciar suas empresas se eles estivessem disponíveis.

Segundo a pesquisa do Sebrae, 50% dos empresários rurais que informaram não utilizar a conexão de internet móvel dizem que não o fazem, predominantemente, porque não há provedor/sinal em sua região. A dificuldade de acesso também foi a justificativa apresentada pela maioria dos produtores que não usam tecnologias digitais para a gestão do negócio.

“Garantir o acesso dos pequenos produtores rurais à Internet é, não somente, assegurar um direito, mas também uma forma de atrair os jovens de volta para o campo e aumentar a renda desses empreendimentos por meio dos ganhos diretos e indiretos proporcionados pelo uso dessas tecnologias”, destaca o superintendente do Sebrae.

Comemorações

Para celebrar o Dia do Produtor Rural, o Sebrae em parceria com diversas instituições, promove uma série de atividades em Moita Bonita. Pela manhã, acontece uma reunião técnica com parceiros e representante dos empreendimentos cooperativos, para discutir os encaminhamentos do Seminário Estadual de Compras Institucionais que aconteceu em Aracaju, na sede da Seidh, no último dia 13 de julho.

Já no período da será inaugurada a Central de Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar, localizada no Sítio Piabas e uma palestra sobre Empreendedorismo e Negócios Rurais. Todas as atividades acontecem na sede da Central.

Fonte: Ascom Sebrae