ARACAJU/SE, 28 de novembro de 2023 , 22:41:25

logoajn1

Professores estaduais não terão corte nos salários em julho

 

Com o fim da greve dos professores da rede estadual de ensino, o governador Jackson Barreto decidiu não cortar o ponto referente aos 19 dias parados do mês de junho. Os salários serão pagos integralmente no fim do mês de julho, apesar da paralisação ter sido considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Sergipe.

De acordo com a Secretaria de Comunicação, o Governo do Estado mantém o diálogo com a categoria, “a fim de encontrar soluções para a melhoria do ensino ofertado aos mais de 170 mil estudantes da rede”.

Reposição das aulas

Após um mês de paralisação, a Gestão solicita que os professores reponham os dias perdidos para que os alunos não sofram prejuízos na aprendizagem e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Entenda a greve

A greve foi deflagrada no dia 18 de maio e foi encerrada no dia 22 de junho. O Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) considerou, no dia 22 de maio, a mobilização da categoria como ilegal.

Segundo a assessoria de imprensa do Sintese, a greve começou porque eles pediram o reajuste de 13,01% e o Governo de Sergipe só chegou a pagar esse valor para os professores que possuem o nível médio. A pauta de reivindicação dos professores é de que sejam dados os mesmos benefícios para toda a categoria, além de pedir mais segurança e reformas nas escolas estaduais.

 

Foto: EBC

Você pode querer ler também