ARACAJU/SE, 22 de julho de 2024 , 14:19:34

logoajn1

Professores ocupam e se acorrentam no Palácio dos Despachos

27/05/2015 

14h30

Por Joangelo Custódio

 

Os professores da rede estadual de ensino amanheceram esta quarta-feira, 27, dispostos a intensificar os protestos pela defesa do reajuste de 13,01% do piso do magistério, além de outras melhorias para uma educação pública de qualidade.

 

Em greve desde o último dia 18, os professores invadiram o Palácio dos Despachos cantarolando: “Olê, olê, olá o piso é lei e você tem que pagar“. Em seguida, 28 docentes acorrentaram-se como forma de sensibilizar o governador Jackson Barreto a recebê-los em audiência. 

 

Segundo a presidente do Sintese, Ângela Melo, os professores só sairão das dependências do Palácio quando o governo do Estado apresentar propostas para a pauta de reivindicação.

 

“Só sairemos com as devidas propostas. Cerca de 11 mil professores da rede estadual estão sem reajuste do piso. O governo mente para os sergipanos quando diz que pagou o reajuste, pois somente 40 professores receberam. Só vamos repor as aulas assim que o governo cumprir a lei do piso e garantir melhores condições de trabalho. Tão grave quanto o não pagamento do reajuste do piso do magistério é o abandono da maioria das unidades escolares”, cobra a presidente.

 

Ângela Melo foi taxativa ao afirmar que as escolas da rede estadual de Sergipe não oferecem condições de trabalho para o magistério. “Nós temos escolas em que os banheiros não têm portas e isso é legal?”, questiona, ao sentenciar que a classe vai seguir com a greve até receber propostas “decentes” do governo. “Mantemos a greve e estamos nas ruas lutando por nossos direitos e por uma educação de qualidade social”.

 

Foto: Lindivaldo Ribeiro/CS

Você pode querer ler também