ARACAJU/SE, 22 de julho de 2024 , 14:16:05

logoajn1

Professores pedem o fim da violência nas escolas

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Sergipe (Sintese) realizou na tarde desta terça-feira (7), em frente à Escola Estadual Lourival Fontes, situada na zona Norte da capital, um ato em solidariedade aos educadores da unidade de ensino, principalmente à diretora da escola, Carla Valéria de Oliveira, que foi espancada por um aluno de 16 anos na última quinta-feira (2), fato que deixou estarrecida a sociedade.

O ato de violência, segundo a assessor de comunicação do Sintese, Joel Almeida, entra para mais uma caso de estatística que vem se tornando corriqueiro em Sergipe. “Mostra a inércia da Secretaria de Estado da Educação em desenvolver uma política séria de combate a violência na escola. Além disso, o Lourival Fontes tem vários problemas de estrutura e já chegou até a ser interditado”.

Joel disse ainda que a unidade de ensino tem sérios problemas estruturais. "Aqui a sujeira impera e não há os profissionais responsáveis para fazer a merenda dos estudantes, porque não há servidores para o cargo. Escolhemos essa unidade que só reproduz a violência para destacar simbolicamente que estamos em Luto pela Educação”, revelou.

Luto pela educação

O ato também simbolizou o Dia de Luto pela Educação promovido pelo Sintese, que convidou os professores e sociedade em geral a se vestirem de preto como forma de protesto contra a atual situação da educação, não somente na rede estadual, mas também nas redes municipais.

“Além de usar preto, o sindicato convida a todos que postem fotos nas redes sociais acompanhadas da hastag ?#‎DiadeLutodoMagisterio?”, reforça a assessoria.

 

Foto: Lindivaldo Ribeiro/CS

Você pode querer ler também