Radialista morre em decorrência de complicações da covid-19

Da redação, AJN1

O corpo do radialista José Francisco Menezes, 58, conhecido na radiofonia sergipana por Chico Pinto, está sendo velado no Osaf, na rua Itaporanga, e o sepultamento está previsto para ocorrer às 10h30, no cemitério São Benedito em Aracaju. A liberação do velório ocorreu porque, segundo os médicos, o vírus não está mais ativo.

Chico Pinto estava internado há 11 dias no Hospital da Unimed e morreu na noite de ontem (3), em decorrência de complicações da covid-19. Ele deixa esposa e dois filhos. Chico Pinto trabalhou por mais de duas décadas como operador de áudio na Rádio Jornal e também tinha passagem pela TV Câmara.