ARACAJU/SE, 22 de maio de 2024 , 11:34:39

logoajn1

“Dando nó em pingo d’água” traz humor à Praça Fausto Cardoso

Alegria, diversão e muitos aplausos tomaram conta da Praça Fausto Cardoso, que ficou lotada na tarde desta terça-feira, 1º de setembro, com a comédia “Dando Nó em Pingo D’Água” da Eitcha Companhia de Teatro. A apresentação faz parte da programação do Festival Sergipano de Artes Cênicas 2015.

 

Com texto, direção e atuação de André Santana, o elenco da peça conta com os atores Cesar Leite, Guil Costa, Marcia Aislan, Rosana Costa, Rose Ribeiro, Rubens Borges e Solimões Feitosa. A peça põe em cena histórias, causos, danças tradicionais e sons marcantes como o da sanfona, triângulo e zabumba, típicos do universo nordestino.

 

Os oito atores permanecem em cena o tempo todo para contar a história cujo personagem principal é Benedito de Lima. “Ele é um malandro, um esperto como o João Grilo de O Auto da Compadecida, que está chegando na cidade e descobre que vai ter um baile e faz de tudo para entrar nele porque lá estará o amor da sua vida”, conta André.

 

Por trazer elementos e situações do cotidiano nordestino de uma forma leve e divertida o público fica preso à história se identificando com ela.  “Esse jeito esperto e arteiro de ser está na raiz da cultura nordestina, pois tem seca, tem fome e o nordestino tem que dar nó em pingo d’água pra conseguir lutar contra essas adversidades da vida. Por isso, que o público se identifica com a história”, afirmou o André.

 

A Eitcha Companhia de Teatro foi criada em 2011 e surgiu a partir de um trabalho de educação através da arte em escolas das cidades de Nossa Senhora do Socorro e Aracaju. A Cia transita nas artes cênicas em diversos gêneros como o adulto, infantil, de rua e de bonecos e, além desse espetáculo, tem em seu repertório “Os Saltimbancos”, “O Auto da Barca do Inferno” e o infantil “Rosinha contra o bruxo da escuridão”. Em breve apresentará “Eitcha casamento sem jeito”, que utiliza a manipulação de bonecos como técnica principal, na volta da Temporada Mariano e o seu novo espetáculo, aprovado no Edital Prêmio César Macieira de Montagem, intitulado “Anjo Negro”, de Nelson Rodrigues.

 

A plateia lotada de estudantes, senhoras, crianças, casais, idosos e os inúmeros aplausos demonstraram o quanto a peça foi bem recebida por todos os presentes. “Não pensei que eu fosse rir tanto com uma peça”, revelou a vendedora Sandra Alves Souza. “Eu não gostava muito de peças de teatro, mas essa eu fiquei até o fim e assistiria de novo se fosse possível”, afirmou o estudante Leandro Costa Oliveira. “Todas as partes da peça foram engraçadas, eu ri muito com a esperteza e sem-vergonhice do Benedito”, alegou a senhora da melhor idade Maria Isaurina Ribeiro.

 

Vendo a participação e interesse do público ao assistir a peça, o diretor André Santana ressaltou a importância do Festival para o cenário artístico sergipano. “Aí está a grande importância dessa iniciativa, pois acredito que todo festival de artes, seja de teatro ou dança, cumpre o papel primordial para a sociedade que é o de fomentar e fazer com que vários grupos, sejam da capital ou do interior, mostrem seus trabalhos e que eles sejam vistos e conhecidos do público, sendo assim, tanto a Secult como os atores e o público estão de parabéns”, finalizou André.

 

 

O Festival

O Festival Sergipano de Artes Cênicas, que engloba o V Festival de Teatro e a IX Semana de Dança, acontece até o dia 13 de setembro e conta com 30 apresentações em sua programação.  É promovido pelo Instituto Banese em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), com recursos do Fundo de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart).

As apresentações estão distribuídas entre os teatros Atheneu, Lourival Batista, Tobias Barreto, praças e outros espaços públicos da cidade. Todos os espetáculos têm entrada franca.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

 

 02 de Setembro

Local: Praça Fausto Cardoso

16H – COMO NASCE UM SANTO (GRUPO TEATRAL BOCA DE CENA) – SE

Local: Teatro Tobias Barreto

20H – ENIGMA (CIA NOVA ERA – DANÇA) – CONVIDADO – SE

21H – RITUAL DE FOGO (CIA CONTEMPODANÇA – DANÇA) – SE

 

 03 de Setembro

Local: Praça Fausto Cardoso

16H – A FARSA DOS OPOSTOS (GRUPO IMBUAÇA – TEATRO) – CONVIDADO – SE

Local: Teatro Atheneu

20H – A ROSA AO VENTO E CORPO ENCENA (CIA DE DANÇA LOUCURAT – DANÇA) – SE

20h30 – DESABAFO (IRMÃOS DE RUA – DANÇA) – SE

 

 04 de Setembro

Local: Teatro Tobias Barreto

20H – SENTIDO PRÓPRIO (CIA NELSON SANTOS – DANÇA) – SE

21H – SERGIPE MINHA TERRA (CIA CARPE DIEM – DANÇA) – SE

 

 06 de Setembro

Local: Teatro Tobias Barreto

20H – O DOENTE IMAGINÁRIO (STULTIFERA NAVIS – TEATRO) – SE

 

 08 de Setembro

Local: Teatro Atheneu

16H – O FILHO DA FIGUEIRA (MAMULENGO CHEIROSO – TEATRO) – SE

20H – NA CENTRAL DO BRASIL (COLETIVO NOSNAESTRADA – TEATRO)- SE

 

 09 de Setembro

Local: Museu da Gente Sergipana

16H – O AMOR DE FILIPE E MARIA E A PELEJA DE ZERRAMO E LAMPIÃO (TEATRO DE CORDEL DA RABECA – TEATRO) – SE

Local: Praça Fernando Collor (CIRCO GOLD STAR)

19H30 – O CIRCO SEM LONA (Cia Gentileza de Artes Integradas) – SE

20H30 – A ARTE NO PICADEIRO (CIRCO GOLD STAR – CIRCO) – SE

 

 10 de Setembro

Local: Museu da Gente Sergipana

16H – FAZ DE CONTA (COMPANHIA PONTO DE TEATRO – TEATRO) – SE

16H30 – DESCORTINANDO SERGIPE (CIA COBRAS E LAGARTOS – TEATRO) – SE

Local: Lourival Batista

19H – CERIMÔNIA DE HOMENAGENS SATED/SE

 

11 de Setembro

Local: Museu da Gente Sergipana

16H – FARRATATAIA SERGIPANA (GRUPO  TEATRAL OITEIROS – TEATRO) – SE

Local: Lourival Batista

20H – PASSAGEM DAS HORAS (CIA DE TEATRO VINHO E ALMA – TEATRO) – SP

 

12 de Setembro

Local: Lourival Batista

20H – PASSAGEM DAS HORAS (CIA DE TEATRO VINHO E ALMA – TEATRO) – SP

 

13 de Setembro

Local: Viaduto do D.I.A. e Hall do Teatro Tobias Barreto

19H30 – ÁGUAS (TRÊS MARIAS – CIRCO) – SE

Local: Teatro Tobias Barreto

20H – DOMUM (JULIA DELMONDES – DANÇA) – SE

20H30 – MENINA MIUDA (GRUPO DE TEATRO ATUALONA – TEATRO) – SE

 

Você pode querer ler também