ARACAJU/SE, 22 de julho de 2024 , 13:25:31

logoajn1

Galeria de Arte Álvaro Santos abre exposição “Juntos e Separados”

A Galeria de Arte Álvaro Santos (GAAS), unidade da Fundação Cultural Cidade de Aracaju iniciou, na noite de ontem, 21, a exposição “Juntos e Separados”, composta por mais de 30 obras de Almério Cavalcanti, Kalvero e Ana Denise. Os artistas, que já participaram de várias exposições coletivas, trazem ao público sergipano telas que retratam a poesia árida do nordeste.

Para o diretor da Galeria e curador da exposição, Luiz Adelmo, a unidade desempenha com louvor seu papel de incentivadora das artes no Estado de Sergipe. “A Álvaro Santos é uma vitrine dos artistas locais. Essa é a maneira que o poder executivo municipal encontrou para promover e divulgar os nossos artistas. Hoje a exposição, traz três artistas que tem em comum a amizade e juntos e separados reafirmam através do colorido e pinceladas fortes suas diversidades”, afirma.

Almério Cavalcanti, que já está em sua 16ª exposição na Galeria, fala como é bom ser bem recebido. “Quando eu cheguei à Aracaju,  a Galeria Álvaro Santos estava sendo construída e sempre foi um sonho poder expor meu trabalho nela. Hoje, possuir a marca de mais de 16 exposições, é uma alegria e a certeza que meu trabalho é reconhecido”.

“O acervo que encontramos aqui é muito importante para Sergipe, a Galeria de Arte é um celeiro de grandes artistas. Eventos como esse é muito importante abarcar uma grande quantidade de obras, além de ajudar a fomentar a arte em nosso estado. Eu sou filho de artista plástico e sigo o caminho do meu pai e acredito que aqui temos a oportunidade de sermos reconhecidos”, diz o arquiteto, Israel Melo.

De acordo com Kalvero, ele não tem um perfil especifico, mas o nordeste te inspira e ele trouxe para exposição obras relacionado a esse tema. “Na arte eu pinto de tudo, mas sempre procuro dar ênfase a uma motivação nordestina. Quem vier prestigiar a exposição vai perceber que eu quis dar uma maior atenção a esse viés, diferente dos outros expositores. Mas, é essa diversidade que faz essa junção dar tanto certo”, afirma.

A exposição ficará em cartaz até o dia oito de agosto e esta aberta à visitação de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h e aos sábados das 9h às 13h. 

Você pode querer ler também