ARACAJU/SE, 19 de maio de 2024 , 1:56:06

logoajn1

Crise econômica: corte de 40% no orçamento faz Sebrae cancelar ‘Feira de Sergipe’ em 2016

Da redação, AJN1

 

A crise econômica que assola o país começa a mostrar sua força nefasta em Sergipe. Nesta quarta-feira (4), o Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) anunciou que não realizará em janeiro de 2016 o maior evento voltado para a divulgação do artesanato do Estado: a “Feira de Sergipe”, devido ao corte de 40% no orçamento, o que inviabiliza sistematicamente a execução do evento, que acontece há 15 anos. 

 

O superintendente do Sebrae em Sergipe, Emanuel Sobral, disse que a redução no orçamento se deu por conta de uma decisão do Governo Federal de abocanhar 25% do orçamento do Sistema “S”, incluindo o Sebrae, para cobrir o ‘rombo’ nas contas públicas. 

 

“Tivemos que suspender a Feira em função do corte de 40% no orçamento. Todo mundo sabe que o governo Federal cortou 25% da receita do Sistema S. Além disso, tivemos uma queda na arrecadação de aproximadamente 12% esse ano, em função da arrecadação de 2014. O INSS, agente que arrecada o dinheiro das empresas e repassa para o Sistema S, aumentou uma taxa de administração de 2% para 3,5%.”, explicou Sobral

 

Para a realização da Feira de Sergipe, o Sebrae banca o montante de R$1,4 milhão. “O Sebrae faz ela sozinha. Tradicionalmente são 15 dias consecutivos de Feira e sabemos da importância dela para o artesão, para a rede hoteleira, turistas e cultura sergipana”, salientou o superintendente. 

 

Antes de anunciar o cancelamento do evento, a diretoria do Sebrae se reuniu com o governador em exercício, Belivaldo Chagas, para informa-lo do ocorrido. “Fomos procurar o governador em exercício e explicamos a ele a situação. Dissemos sobre o corte e ele entendeu perfeitamente a situação, porque a situação do Estado também é complicada”.

 

Sem remédio

 

Com ar de insatisfação, Emanuel Sobral disse que, no momento, não há solução para a execução da Feira. “São quase a metade de nosso orçamento. Tivemos que restringir diversos projetos esse ano e para 2016. Temos esperança na recuperação da economia para fazer a Feira em 2017. Sabemos da importância da Feira para o Trade Turístico e é bom que eles fiquem sabendo e cheguem junto para nos ajudar”.  

 

Devolução 
 

 

O dinheiro que os artesãos depositaram para o sorteio dos estandes na Feiras serão devolvidos integralmente, segundo Sobral. 
 

Você pode querer ler também