TRAGÉDIA - 04/07/2019 - 09:31

Empresário se mata em Simpósio sobre gás natural

Foto: Arquivo/AAN

Da redação, AJN1

O empresário Sadi Paulo Castiel Gitz, que era proprietário da cerâmica Escurial, praticou o suicídio na manhã desta quinta-feira (4), durante a abertura do “Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural em Sergipe”, que acontece no Radison Hotel, na Orla de Atalaia, em Aracaju. A cerâmica vinha enfrentando problemas financeiros e no mês de maio foi anunciado o seu fechamento.

O evento, que reúne representantes de diversas esferas da área do Gás Natural, como os Governos Federal e Estadual, além de agências reguladoras, políticos e empresários, foi encerrado.

A informação de testemunhas é que logo após o pronunciamento do governador Belivaldo Chagas (PSD), o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, iria falar. Nesse momento, o empresário teria se levantado do local onde estava no auditório e depois de chamar o governador de mentiroso, se matou com um disparo de arma de fogo.

O ato estarreceu a todos os presentes. “É um momento triste. Uma pessoa sadia e próxima a todos nós. Esse ambiente era o ambiente dele. Momento triste ver um ser humano que tira a própria vida de uma forma tão sofrida e trágica”, lamentou o deputado federal Laércio Oliveira.

Investigação

O local onde ocorreu o suicídio foi evacuado e isolado para que as equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da perícia técnica realizem os levantamentos. Após a perícia, o corpo será removido para o Instituto Médico Legal (IML), onde será necropsiado e depois liberado para o sepultamento.

Histórico

Nascido em Porto Alegre, Sadi Paulo Castiel Gitz era graduado em Matemática, Engenharia Mecânica e Administração. Pós-graduado em Engenharia Naval e Engenharia de Segurança pela PUC do Rio Grande do Sul, com MBA em Gestão pela Fundação Getúlio Vargas. No serviço público atuou na Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) e na Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) de Aracaju. Ex-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), e atualmente era diretor presidente da Cerâmica Sergipe S/A (Escurial), fundada por ele em 1986.