ARACAJU/SE, 28 de novembro de 2023 , 10:21:52

logoajn1

“Operação Parcelamento” suspende visitas nas delegacias de Aracaju e gera confusão

A “Operação Parcelamento”, deflagrada pelos delegados de polícia com o objetivo de protestar contra o pagamento fracionado do salário do mês de julho, imposto pelo governo do Estado, já começou a criar insatisfações. Hoje (30), famílias deslocaram-se para as delegacias de Aracaju com o intuito de visitar parentes presos, mas foram barrados.

Na delegacia do conjunto Bugio, por exemplo, houve princípio de confusão e familiares e amigos dos presos fizeram um protesto dentro da unidade.

O procedimento foi suspenso temporariamente e só será normalizado quando os salários dos profissionais forem pagos integralmente, garante Paulo Márcio Cruz, representante da Associação dos Delegados de Polícia de Sergipe (Adepol).

O Governo do Estado anunciou esta semana que fracionará a remuneração de algumas classes e a previsão é que os delegados recebam a primeira parcela dos salários nesta sexta(31), e a segunda até o dia 11 de agosto.

Superlotação

Paulo Márcio Cruz pontua também a questão da superlotação das delegacias. “A superlotação tem atrapalhado demais as atividades nas delegacias. Hoje, há cerca de 600 detentos nas unidades. Não dá para continuar assim e o Governo precisa tomar uma providência”.

Ele explica ainda que, com a Operação, foram reduzidas as atividades, deixando apenas os casos emergenciais, como autos de prisão em flagrante, apreensão de adolescente infrator e expedição de guias para exames. “Essa atitude da categoria é para mostrar que somos contra a medida do Governo de fracionar os salários”, disse. 

 

Foto: Ilustração/EBC

 

 

 

Você pode querer ler também