ARACAJU/SE, 24 de abril de 2024 , 19:56:26

logoajn1

Documento para conduzir “cinquentinhas” passa a ser exigido

A partir de hoje, 1 de junho, quem for pego conduzindo os ciclomotores popularmente conhecidos como “cinquentinha” sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), na categoria A, ou sem a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) será multado em R$ 574,62 (sendo que o valor é multiplicado por três), considerado infração gravíssima. A exigência passa a valer em todo o Brasil.

 

Segundo o major Machado, do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRV) as fiscalizações já serão iniciadas e quem tiver sem o documento, que passa a ser obrigatório, terá o veículo retido. “Agora, além de a cinquentinha ser emplacada, o condutor precisa ter a CNH ou a ACC para conduzi-la. Vamos intensificar as fiscalizações e quem for pego sem o documento, será autuado e terá o veículo retido”, disse.

 

Ainda de acordo com ele, a expectativa é que, com o emplacamento das cinquentinhas e também com a exigência do documento para guiá-las, haja uma redução significativa no número de acidentes de trânsito, envolvendo este tipo de veículo.

 

“Quando abordávamos um condutor de uma cinquentinha e ele não tinha documento, passávamos a orientação e a necessidade de tirar a CNH ou ACC, mas agora, autuaremos mesmo. E com o emplacamento e obrigatoriedade da documentação, a expectativa é que diminua a quantidade de acidentes de trânsito envolvendo este tipo de veículo”, afirma o major.

 

Valores

 

No Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE) para emitir a CNH, categoria A, que é para motos, e também a ACC está sendo cobrada a taxa de R$ 167,84. E, segundo informações da autarquia, até o momento foram emplacados em Sergipe 14.011 ciclomotores.

 

Por Juliana Moura/CS

Você pode querer ler também