- 05/12/2017 - 16:29

Seja dono dos seus sonhos

Quando eu era criança, ouvi várias vezes meus pais dizerem em casa o seguinte: “Não é bom termos coisas emprestadas dos outros”. Sempre concordei com esse pensamento e, até hoje, realmente não acho interessante andarmos emprestando coisas dos outros. A impressão que tenho é que isso quase sempre não acaba bem. Podemos perder o que pedimos emprestado, podemos estragar o mesmo, e isso poderá trazer até problemas nas amizades.
Defendendo, então, essa teoria de que é melhor evitar tomar emprestadas as coisas dos outros, quero chamar a sua atenção para algo que muitas pessoas andam emprestando dos outros: os sonhos. Muitos são aqueles que estão emprestando e vivendo os sonhos dos pais, dos amigos ou da sociedade. Quantos que estão fazendo cursos que, de fato, não é o que queriam, mas como os pais desejaram, ou os amigos escolheram para si, ou a sociedade disse que é interessante e lucrativo, então lá estão essas pessoas enveredando por um caminho de infelicidade, porque estão vivendo o sonho de outros. O interessante é que isso não vai repercutir imediatamente na vida delas, mas é só deixar o tempo passar para ver o resultado. Sabemos, por exemplo, que existem casamentos que não dão certo por causa dessa realidade e há cônjuge vivendo um sonho emprestado do outro. Aliás, tem casamento que é sonho apenas de um dos cônjuges e o outro apenas o pegou emprestado. Tem gente que não se realiza profissionalmente, mesmo ganhando um bom salário, também porque está vivendo um sonho emprestado.
Sabe por que isso acontece? Na verdade, se você não deixar um sonho nascer dentro de você mesmo, vai acabar vivendo um sonho emprestado de outro, até porque todos nós sentimos a necessidade de termos sonhos. Quando não temos um sonho, aquilo que estamos vivendo não nos trará forças suficientes para enfrentarmos os obstáculos e vamos acabar parando no meio do caminho. Sonho verdadeiro é aquilo pelo qual vale à pena morrer, se preciso for. Quando uma pessoa tem um sonho que nasceu no seu coração, o nome dela acaba ligado ao seu sonho. Quer ver alguns exemplos? Quando a gente fala o nome de Thomas Edison, lembramos “lâmpada”; quando falamos o nome de Santos Dumont, lembramos “avião”. Ou seja, essas pessoas estavam tão comprometidas com seus sonhos, que basta a gente mencionar seus nomes que lembramos do que sonhavam.
Jesus, em certa ocasião, disse assim aos seus discípulos: “A minha vontade é fazer a vontade do Pai que me enviou”. Quer dizer, o sonho de Jesus era o de atender as expectativas de Deus e, por isso, Ele foi até o fim, ainda que a realização desse sonho tenha custado a sua própria vida. Acho que o entendimento a respeito disso é o que faz a diferença entre os especiais e os medíocres. Se quisermos ter uma vida acima da média, se quisermos marcar a nossa geração, precisamos deixar que os sonhos que nascem dentro de nós venham à luz, dando significado a nossa vida, por mais que eles não atendam aos anseios dos outros. Se aquilo que você sonha é correto, tem ética e, portanto, não agride e nem desrespeita ninguém, leve em frente, vá até o fim. Jesus será contigo! Conte com o seu poder, até porque, Ele mesmo disse assim: “Sem mim, nada podeis fazer”.
Um forte abraço e até a próxima se Deus disser que sim.