ARACAJU/SE, 21 de maio de 2024 , 20:37:32

logoajn1

Servidores do Departamento de Trânsito do Estado cruzam os braços mais uma vez

AJN1

 

Os servidores do Departamento de Trânsito do Estado de Sergipe (Detran) cruzaram os braços mais uma vez. Hoje (22), apenas os trabalhos internos e entrega de documentação estavam sendo realizados.

A paralisação, de acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Detran (Sindetran), Thiago Bomfim, visa denunciar uma suposta perseguição por parte da direção do órgão aos funcionários que participaram da greve, além do uso excessivo de estagiários que estão sendo usados na atividade-fim da autarquia.

“Mesmo com as provas que apresentamos à diretoria, disseram que isso não estava havendo. Além disso, eles estão usando muitos estagiários para a atividade fim do órgão. Então, devido a essa conivência, nós realizamos esta paralisação”, revelou o sindicalista.

Detran

O procurador jurídico do Detran, Aldo Cardoso, rebateu as acusações do sindicalista e disse que a paralisação só traz prejuízos para os usuários e para o órgão.

“Não há perseguição. Eles estão alegando situações diferentes, apenas problemas administrativos que poderiam ser resolvidos dentro da própria instituição, sem penalizar os usuários do órgão. Todas as queixas que a categoria tem já foram discutidas e inclusive já foram objeto de análise logo na deflagração da greve”, defendeu-se.

Segundo a diretora de Atendimento e Credenciamento do órgão, Luciana Cândida Déda, o Detran/SE está tentando minimizar os transtornos causados à população, reagendando os atendimentos que deixaram de ser feitos nesta quarta-feira para a data mais próxima, de acordo com o quantitativo de vagas disponibilizado pelo sistema.

“Infelizmente, a sociedade está sendo prejudicada mais uma vez com a suspensão do atendimento, já que o efetivo mínimo de 30% exigido em lei não está sendo cumprido. Consideramos que essa paralisação é motivada e decorre da insatisfação da categoria com o resultado da greve, que foi considerada ilegal pelo Poder Judiciário”, disse a diretora.

Com relação à alegação de que os estagiários estão sendo usados na atividade-fim da autarquia, o Detran/SE assegura que observa a legislação específica de treinamento e ambientação ao trabalho do setor público em todas as atividades pelas quais passam os estagiários para adquirir a experiência do segmento público de serviços. “Caso tenha ocorrido algum tipo de desvirtuamento da rotina dos estagiários, a direção do Detran/SE irá tomar as providências cabíveis”, afirmou Luciana Déda.

Foto: Lindivaldo Ribeiro/CS

Você pode querer ler também