ARACAJU/SE, 20 de abril de 2024 , 8:23:40

logoajn1

Definidos finalistas do Concurso de Quadrilhas do Gonzagão

Após oito noites de muita disputa, foram selecionadas ontem (29), as três últimas finalistas do Concurso de Quadrilhas do Gonzagão. Unidos em Asa Branca, Pioneiros da Roça e Chamego Bom desbancaram as outras semifinalistas da chave e disputarão o título de melhor quadrilha junina da competição com Xodó da Vila, Cangaceiros da Boa e Século XX que se classificaram na noite anterior. A grande final acontece no dia 01 de julho, às 20h, no Complexo Cultural Gonzagão.

 

Responsável por abrir a noite de apresentações, a Forró do Milho, de Rosário do Catete, apostou no tema “Um mundo em cores ilumina o nosso São João” para tentar avançar à próxima fase da competição. “Para a gente é uma honra participar desta semifinal, onde podemos competir com as melhores quadrilhas do Estado com um tema que fala sobre cores, sentimentos e todas as alegrias que podemos ter nas noites juninas”, destacou Éder Araújo, diretor artístico da quadrilha.

 

Com 35 anos de tradição, a quadrilha Apaga a Fogueira trouxe o amor pelo “ser” nordestino, com a valorização de sua cultura, religião e trabalho como tema para este ano. Vinda do Bairro América, em Aracaju, a quadrilha possui diversos títulos dentro do Estado e veio com 55 componentes para a disputa.
Em seguida foi a Chamego Bom que coloriu o tablado do Complexo Cultural Gonzagão. Buscando “brincar no São João” e relembrar a velha infância, assim como seu tema pede, os 40 componentes traduziram o amor pela quadrilha que celebra este ano seu trigésimo aniversário.

 

Tendo as loucuras do homem de São João como tema central, a Unidos em Asa Branca foi a quarta quadrilha da noite a buscar a classificação. Fundada no ano de 1980 com o objetivo de integrar os jovens do conjunto Leite Neto, em Aracaju, a Unidos conta com 94 integrantes atualmente. Uma destas componentes é a Kaline Larissa, que sempre leva as filhas Ketlin e Yasmin para assistir os concursos. “É muito emocionante ver minhas filhas inspiradas e com o mesmo amor que eu sinto pelas quadrilhas e pelo São João”, acredita.

 

A cultura cigana veio representada pela Pioneiros da Roça, que com o tom vermelho dos trajes dos integrantes e fazendo uso de vários objetos que remete à esta cultura,  encantou o público e os jurados. Marcador da Pioneiros há dois anos, André Camilo considera uma alegria fazer parte do Concurso. “Para nós é uma grande satisfação disputar uma semifinal e tentar uma vaga na final de um concurso importante como é o do Gonzagão”, pensa.

 

E fechando as semifinais, a Coração Nordestino veio cheia de criatividade para tentar carimbar sua vaga na grande final. Com “Epopéia Sertaneja: o bom mesmo é o meu lugar!” como tema central, o grupo que teve sua fundação em 2008 alegrou o público que ficou até o fim das apresentações.

 

O Concurso

 

Dividido em três etapas, o Concurso faz parte do II Encontro Nordestino de Cultura- Arraiá do Povo 2016 e é uma realização do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). As vencedoras receberão a premiação de R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, para o primeiro, segundo e terceiro lugar, respectivamente, além dos troféus.

 

Encontro Nordestino de Cultura

 

O II Encontro Nordestino de Cultura- Arraiá do Povo 2016 é uma realização do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e conta com o apoio do Ministério da Cultura, Secretaria de Esporte e Turismo, Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social, Secretaria de Estado da Saúde, Samu, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Empresa Municipal de Serviços Urbanos, Superintendência municipal de Transportes e Trânsito, G Barbosa, Banese e Seguradora, Fasouto e Sebrae.

 

Fonte: Secult
 

Você pode querer ler também