ARACAJU/SE, 29 de fevereiro de 2024 , 14:35:19

logoajn1

Exposição ‘Música Para Os Olhos’ será lançada em setembro

 

Para comemorar dez anos de dedicação ao mundo das artes, o artista plástico Camilo resolveu reunir diversos profissionais (de vários segmentos) para integrarem o projeto ‘Música Para Os Olhos’ – uma grande interferência artística que será realizada dia 17 de setembro, às 19h30, no Espaço Cultural Yázigi, no bairro 13 de Julho (com entrada gratuita). Pela primeira vez, as obras (e o planejamento estrutural) terão ligação com a música, neste caso o som produzido pelos músicos do Ferraro Trio.

 

Sobre a integração do Jazz, produzido pelo Ferraro Trio ao seu trabalho, Camilo é enfático ao afirmar o poder que esse estilo musical possui, principalmente, pela construção não linear do som, quase como algo improvisado. “O Jazz é uma música que favorece o meu processo criativo, que me fez ir lá no fundo. Assim, após esse paradoxo, estudei o gestual, as notas das músicas do Ferraro Trio e criei o trabalho. Cada exposição é uma página de um livro. Então, o meu trabalho inicial e o ‘Música Para Os Olhos’ estão altamente correlacionados. Há um vínculo efetivo, proposital e circunstancial do que vem a ser essa exposição, que é o reflexo da busca do movimento desse traço meu enquanto artista”, explica Camilo.

 

De acordo com Camilo, o produto final dessa exposição será associar a música da banda, que tem um grau de abstração muito grande, com a desconstrução do traço do seu trabalho. “Após isso, faremos um vídeo do Ferraro Trio que vai circular pelas redes sociais, associando o meu trabalho ao da banda, fazendo um produto de várias mãos, com espírito criativo e cada um com suas ferramentas, tornando uma exposição verdadeiramente coletiva”, frisa o artista.

 

Depois de tanto tempo se produzindo por conta própria, Camilo resolveu convidar diversos profissionais para integrarem a ideia, abrindo o leque de atuação do projeto. ‘Música Para Os Olhos’ nasce também da gestação de Dani Dutra (na produção executiva), Alexandre Alcântara (fotografia), as sócias Alba Berger e Andrea Fonseca (designers de interiores), Jaime Neto (na assessoria de imprensa) e Anderson Marques (no audiovisual).

 

“Pesquisando o processo de outras exposições, percebi que o artista precisa de uma equipe para configurar o trabalho em si, decodificado e ampliando o processo. Na comunicação, a assessoria de comunicação para divulgar o produto; no videomaker para transmitir em filme toda a impressão visual, a essência do trabalho; na plástica da exposição e montagem o palpável, a construção da coisa em si através dos trabalhos da montagem pela ótica de especialistas em designers de interiores; na fotografia, todo o conceito gráfico que passará para o público entender a proposta do trabalho (o que também culminará em um belíssimo catálogo). Já na produção, toda a captação de recursos, logística e gestão da equipe e do projeto. ‘Música Para Os Olhos’ não será algo limitado a quadros expostos em paredes, queremos alcançar outros meios de expressão”, pontua Camilo.

 

Fonte: Assessoria

Você pode querer ler também