ARACAJU/SE, 27 de maio de 2024 , 3:29:51

logoajn1

Orquestra Sinfônica de Sergipe apresenta Festival Tchaikovsky no Teatro Atheneu

 

A Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) anuncia o primeiro concerto de 2024 da Série Laranjeiras, conjunto de performances inteiramente dedicadas ao Teatro Atheneu. Na sexta-feira (19), às 20h, a apresentação marcará o início de uma emocionante jornada musical através do já tradicional Festival Tchaikovsky, executado anualmente pela Sinfônica. A regência estará a cargo do maestro convidado Daniel Nery, grande colaborador da Orsse, doutor em música pela Universidade de Aveiro (Portugal). Os ingressos, a preços populares, estão disponíveis na bilheteria do Teatro Atheneu. A Orsse é uma realização do Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap). Em função das fortes chuvas, o concerto inicial, que seria no dia 4, foi adiado para esta data.

O programa incluirá duas peças icônicas do compositor russo Pyotr Ilyich Tchaikovsky. A primeira é a vibrante Marcha Eslava, uma obra conhecida por sua energia contagiante e melodias cativantes que ecoam a grandiosidade da música sinfônica. Em seguida, será apresentada a Sinfonia nº1, em Sol menor, também conhecida como “Sonhos de Inverno”. Esta sinfonia, repleta de passagens líricas e momentos dramáticos, é uma verdadeira celebração da imaginação e da profundidade emocional de Tchaikovsky.

“Sempre é importante a Orsse tocar neste que é o mais tradicional teatro de Aracaju, e o Festival Tchaikovsky é um deleite para o público. A Marcha Eslava é uma explosão de energia e patriotismo musical, enquanto a Sinfonia nº1 transporta-nos para os sonhos e reflexões do inverno russo. Será uma noite de música inesquecível e emocionante para todos os presentes”, comenta o maestro Daniel Nery.

Sobre o maestro

Doutor em música pela Universidade de Aveiro, Portugal, Daniel Nery já esteve à frente de importantes orquestras como Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. Na Europa dirigiu a Filarmonia das Beiras em Portugal, Berlin Sinfonietta na Alemanha e RNCM Orchestra no Reino Unido. Premiado no I Concurso Carlos Gomes para Jovens Regentes, Nery foi também maestro adjunto da Orquestra Sinfônica de Sergipe, onde promoveu juntamente com Guilherme Mannis, o desenvolvimento de concertos pelo interior do estado de Sergipe e a popularização do acesso à música de concerto. Foi também responsável pela concepção do projeto social Orquestra Jovem de Sergipe, proporcionando ensino musical a centenas de jovens em vulnerabilidade social de Aracaju.

Fonte: Secom

Você pode querer ler também