ARACAJU/SE, 24 de maio de 2024 , 6:44:21

logoajn1

Professora da rede estadual é uma das 10 vencedoras do ‘Prêmio Educador Nota 10

 

A professora de geografia Paloma Silva Santos, da Escola Estadual José de Alencar Cardoso, localizada no bairro Bugio, recebeu o 'Prêmio Educador Nota 10' por desenvolver um projeto para trabalhar vários conteúdos da sua disciplina com alunos que trabalham na feira livre do bairro. O trabalho foi um dos dez vencedores em todo o país.

 

Segundo Paloma, o objetivo principal do projeto foi evitar a discriminação com os estudantes na escola. "Fazer os outros alunos entenderem os motivos dos colegas trabalharem na feira foi o que mais me motivou a trabalhar essa ação na minha turma", conta.

 

Durante dois meses, os alunos da 7ª série, junto com dois estagiários de licenciatura que trabalham na unidade de ensino, participaram do trabalho "Feira Livre: espaço de aprendizagem", onde abordaram as relações de trabalho, os setores da economia e a dinâmica entre cidade e campo.

 

Bem sucedido, o trabalho foi inscrito no Prêmio Educador Nota 10, e foi um dos vencedores. A premiação, uma iniciativa da Fundação Vitor Civita, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, reconhece professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental e também gestores escolares de todo o país.

 

Participantes

 

Cerca de 30 alunos da Unidade participaram das atividades, desenvolvidas dentro e fora da sala de aula. "O que a feira livre representa para eles, quais as impressões que eles tinham; essas eram perguntas pelas quais buscamos respostas", disse a professora.

 

A partir daí, Paloma adotou uma metodologia que possibilitou aos seus alunos uma reflexão sobre a feira livre. Para complementar as atividades teóricas do trabalho, a turma fez algumas visitas à feira do bairro.

 

"No começo houve algumas resistências, pois a feira livre daqui é realizada aos domingos, mas as descobertas que eles tiveram fez com que as objeções ao participar de atividades aos domingos fosse superada", conta Paloma, explicando que seus novos alunos já estão ansiosos para participar do trabalho esse ano.

 

Continuação

 

Para 2015, a professora explica que o projeto envolverá outras disciplinas, como a matemática, sempre as relacionando com a geografia.

 

"O objetivo principal do trabalho foi alcançado e os alunos entenderam os motivos. O segundo objetivo, que é estimulá-los a estudar mais, temsido alcançado em partes", disse a professora, ao explicar que os resultados das avaliações melhoraram muito após a realização das atividades do trabalho.

 

Além de adquirirem um aprendizado significativo, os alunos da professora Paloma puderam aplicar na prática os conhecimentos obtidos em sala de aula, "e aprenderam ainda a valorizar o bairro onde moram, pois o lugar onde vivem faz parte da vida deles", concluiu.

 

Nota 10

 

Em sua 18ª Edição, o Educador Nota 10 contou com mais de 3.600 trabalhos inscritos. Do país inteiro, educadores, professores, gestores escolares e coordenadores pedagógicos, de diversos segmentos de ensino, inscrevem seu trabalho a cada edição do Prêmio, em diferentes áreas de conhecimento.

 

Uma comissão selecionadora, composta por profissionais da Educação, especialistas nas diversas disciplinas, analisa todos os trabalhos recebidos e, entre eles, são escolhidos os 50 finalistas, desntre os quais, os dez melhores são premiados.

 

Premiação

 

Cada um dos vencedores recebem um vale presente no valor de R$ 15 mil, mais a assinatura da revista Nova Escola Digital com vigência de um ano. Nessas 18 edições, já foram reconhecidos 191 educadores, entre professores e gestores, e entregues aproximadamente 2,2 milhões de reais em prêmios.

 

Os trabalhos premiados são ideias simples e corajosas que mostram a importância da aprendizagem de crianças e jovens e a tarefa de mantê-los numa boa escola, trabalho esse indispensável para a transformação deste país numa nação melhor e mais justa.

 

Fonte: ASN

Você pode querer ler também