ARACAJU/SE, 19 de maio de 2024 , 1:39:43

logoajn1

Estados Unidos liberam importação da carne bovina de Sergipe para o país

Há cerca de 20 dias o estado de Sergipe recebeu a autorização para exportar carne bovina in natura para os Estados Unidos da América. A permissão foi concedida com base na avaliação do serviço veterinário oficial do estado, e também pelo fato de o estado está livre de febre aftosa desde 2001.

 

Além de Sergipe, outros 12 estados brasileiros receberam essa certificação de confiabilidade que permite a exportação internacional. Sergipe não tem criação em quantidade para exportar, mas com esta autorização o estado abre as portas para investidores.

 

“Esse certificado atrai investidores porque estamos aptos para exportar, preenchemos os requisitos para isso, não restringimos locais de vendas aos nossos produtores, e também oferecemos a nossa população uma carne de qualidade sanitária internacional”, explica a diretora de defesa animal e vegetal da Emdagro, Salete Dezen.

 

A gestora explica que o fato de Sergipe há 14 anos não registrar casos de febre aftosa contribui para a autorização, mas são os serviços veterinários oficiais que pesam na avaliação.

 

“Nossa função é garantir a qualidade sanitária, e é através da confiabilidade das informações do serviço veterinário do estado que recebemos essa a autorização. São avaliados o cordão de fiscalização e dos serviços”, conta.

 

Sergipe também já solicitou junto a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) o status de estado livre da peste suína clássica sem vacinação.

 

Essa autorização deve sair em maio de 2016 e poderemos também exportar carne suína internacionalmente. Isso contribui ainda mais para o desenvolvimento do estado por atrair também investidores, como também possibilita abertura de mercado para nossos produtores, que, por exemplo, podem vender para a Bahia, que é nosso maior comprador de carne suína, com o certificado expande e proporciona condições sanitárias no estado para vender produtos sem restrição”, afirma Salete.

 

Vacinação

 

A segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa terá inicio no dia 01 de novembro e segue até o dia 30. A vacinação é obrigatória em bovinos e bubalinos de até 24 meses. “As demais faixas etárias já foram vacinados na campanha de maio, e como há estudos para a suspenção da vacina em toda América Latina, já estamos retirando parcialmente para verificar como o vírus se comporta”, explica a diretora.  

Você pode querer ler também