ARACAJU/SE, 18 de junho de 2024 , 16:29:15

logoajn1

Preço da cesta básica na capital apresenta queda de 0,35%

 

Da redação, AJN1

No último mês de julho, o preço da cesta básica em Aracaju apresentou queda de 0,35%, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Na prática, os aracajuanos tiveram que desembolsar R$364,27 para levar o conjunto de alimentos perecíveis para casa.

A análise do Dieese diz ainda que Aracaju caiu mais uma posição no ranking entre as capitais com a cesta mais em conta: agora é a 7ª, perdendo para Recife R$361,65; Manaus R$361,44; João Pessoa R$361,41; Natal R$358,15; Salvador R$357,28 e Rio Branco R$332,06.

Já Porto Alegre foi a cidade com a cesta mais cara (R$ 453,56), seguida por São Paulo (R$ 445,83), Florianópolis (R$ 439,87) e Rio de Janeiro (R$ 425,62).

Salário Mínimo Ideal

Levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o Diesse estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário.

Em julho de 2017, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.810,36, ou 4,07 vezes o mínimo de R$ 937,00.

 

Você pode querer ler também