Sergipe perdeu 1.563 empregos de carteira assinada no mês de maio

Da redação, AJN1

 

O emprego formal em Sergipe apresentou em maio recuo na trajetória de perda de postos de trabalho, que vem ocorrendo desde o início do ano passado. No mês, Sergipe perdeu 1.563 empregos de carteira assinada em quase todos os setores da atividade econômica, com destaque para a construção civil e comércio.

 

De janeiro a maio, o número de desempregados foi de 11.482. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

 

Brasil

 

Com relação ao Brasil, a retração na geração de postos de trabalho foi de 0,18%, na comparação com o mês anterior, com saldo negativo de 72.615 vagas. A perda, porém, foi muito menor que em maio de 2015, quando foi registrado o fechamento de 115.559 vagas formais.

 

O saldo de maio foi oriundo de 1.209.991 admissões contra 1.282.606 desligamentos. No acumulado do ano, o nível de emprego formal apresentou declínio de 1,13%, correspondendo à perda de 448.011 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o recuo foi de 1.781.906 empregos, retração de 4,34%. Com o resultado, o estoque de emprego para o mês alcançou 39.244.949 trabalhadores com carteira de trabalho assinada no país.