Alunos de colégio estadual protestam contra falta de merenda e acúmulo de lixo

Da redação, AJN1

 

Na manhã desta quinta-feira (3), alunos do Colégio Estadual Djenal Tavares Queiroz, situado na zona Sul na capital, protestaram contra a falta de merenda escolar e o acúmulo de lixo nas dependências do colégio, em virtude da greve dos servidores.

 

Para chamar a atenção do governo do Estado, os estudantes, que já não assistiram aula ontem (2), fecharam parte da avenida Zaqueu Brandão, no trecho onde fica a escola.

 

“Com a greve dos servidores públicos não temos merenda, mas acredito que não tenha merenda na escola, porque já teve outras greves e a direção fornecia aos alunos os alimentos que tinham no estoque e dessa vez não temos nada. As salas e banheiros estão sujas, cheios de lixo”, protesta a estudante Lizandra Magalhães.

 

O corpo docente do colégio apoia o manifesto dos alunos e confirmou que a situação está insustentável e não há condições de continuar as aulas.

 

Secretaria de Educação

 

A Secretaria de Estado da Educação disse que a falta de limpeza nas escolas é provocada pela greve dos servidores públicos.

 

Em relação a merenda escolar, a Secretaria informou que as três empresas que forneciam merenda existiram no contrato no final o ano. Novas empresas estão sendo contratadas emergencialmente e espera regularizar a situação das escolas da rede em 15 dias.