ARACAJU/SE, 24 de maio de 2024 , 8:07:41

logoajn1

Aracaju se prepara para receber o Mundial Escolar de Vôlei de Praia

 

 

Após o sucesso dos Jogos Universitários Brasileiros (Jubs), realizados no ano passado, Aracaju se prepara para receber o maior evento esportivo escolar já realizado no Brasil: o Campeonato Mundial Escolar de Vôlei de Praia. A competição, promovida pela International School Federation (ISF), com o apoio da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) e da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), acontecerá entre os dias 13 e 20 de junho, com a participação de 20 países.

 

No último campeonato mundial, realizado em 2013 na Manfredônia, o título foi conquistado pela dupla sergipana Duda/Carol, integrantes do Programa Bolsa Atleta. Naquela oportunidade, o prefeito João Alves Filho foi o presidente de honra do evento esportivo e assinou, sem restrições, o protocolo de intenções, garantindo que a competição fosse realizada em Aracaju, que já atendia todas as exigências constantes no caderno de encargos.

 

"Aracaju, nos últimos dois anos, entrou na rota dos grandes torneios nacionais e internacionais. Aracaju está muito orgulhosa em sediar o Mundial Escolar de Vôlei de Praia. Nós iremos receber a nata do desporto escolar", ressalta o secretário de Juventude e Esporte do município, Carlos Eloy.

 

Super Arena

 

Para receber atletas, imprensa (nacional e estrangeira), autoridades, dirigentes e convidados especiais, uma super arena com 5 mil metros quadrados está sendo montada na Passarela do Caranguejo, que contará com uma quadra principal e três quadras auxiliares (para treinos e aquecimento) e arquibancada com capacidade para mil pessoas.

 

Além disso, a super estrutura será dotada de sala de imprensa, com visão panorâmica para a quadra central, refeitório para 500 pessoas, camarotes vips, sala de hidratação e massagem, sala de convivência, salão  de jogos, sendo todos esses ambientes climatizados.

 

Até o momento, 18 países já confirmaram presença na competição. A perspectiva dos organizadores é que o Mundial Escolar de Vôlei de Praia conte com a participação de 20 países, o que representa 40 equipes (masculino e feminino) e um total de aproximadamente 400 participantes, entre atletas, técnicos e dirigentes.

 

Movimentação da economia

 

Além da projeção de Aracaju em rede internacional, o secretário municipal de Comunicação Social, Carlos Batalha, destaca a movimentação da economia como um dos principais benefícios do evento.

 

"O Mundial é de uma importância extraordinária, pois representa uma exposição internacional de Aracaju, uma oportunidade ímpar que a cidade tem de, ao sediar o campeonato, fazer parte dos noticiários de todos os países participantes. É também um incentivo para os jovens se entusiasmarem pelo esporte, e mais uma prova da importância que João Alves Filho dá à juventude da capital. Além disso, com cerca de 400 pessoas na cidade, significa uma circulação de capital, beneficiando a rede hoteleira, bares, restaurantes, taxistas, comércio, entre outros segmentos", afirma Batalha.

 

"É um grande passo da Prefeitura de Aracaju, que vai atrair pessoas de mais de 20 países para a nossa capital. Dessa forma, Aracaju terá um reconhecimento mundial no turismo de eventos, levando além fronteiras nossa cultura. Além disso, essas pessoas gastarão dinheiro, movimentando a rede hoteleira, o comércio, o artesanato", afirma o secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju, Walker Carvalho.

 

Já confirmaram presenças as seleções de Alemanha, Chile, China, Guatemala, Porto Rico, Índia, França, Argentina, Polônia, Uruguai, Polinésia Francesa, Paraguai, Inglaterra, Chipre, Israel, Japão, República Dominicana e Brasil. Podem confirmar inscrição nos próximos dias as seleções do Peru e Colômbia.

 

Com informações daSecom/PMA

Foto: Sergio Silva
 

Você pode querer ler também