INOVAÇÃO - 11/11/2019 - 11:43

Ipea lança aplicativo de alertas de inundações em SE

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) desenvolveu, em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA) e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), um sistema inovador no monitoramento de inundações na bacia do rio Poxim, em Sergipe. Trata-se de um aplicativo para celular que possibilitará emitir alertas à população para a previsão de cheias e inundações com o auxílio de radares pluviométricos informatizados. A iniciativa deverá ser incorporada pelo governo de Sergipe com o objetivo de aprimorar a gestão dos recursos hídricos.

A ferramenta, em fase final de testes, conta com o auxílio de radares pluviométricos informatizados, será apresentada durante o Seminário Sistema de Previsão e Alerta à Inundações Para a Bacia Hidrográfica do Rio Poxim – Aperfeiçoamento de Ferramentas de Gestão de Recursos Hídricos, que acontece nesta quinta-feira (14), no Núcleo de Petróleo e Gás, do Campus da Universidade Federal de Sergipe UFS), em São Cristóvão. O evento contará com a a presença de representantes da Sedurbs e pesquisadores do Ipea,e ANA

O projeto foi idealizado tendo em vista a ocorrência de inundações que assolam a bacia do rio Poxim, responsável pelo abastecimento de água do município de Aracaju e região metropolitana. No Seminário, os pesquisadores irão apresentar o sistema, que deverá executar previsões e alertas para a defesa civil do estado. A ferramenta promete entregar soluções efetivas no monitoramento e notificações à população local de forma automatizada sobre risco de enchentes.

A preocupação recorrente com inundações na parte urbanizada da bacia despertou a necessidade do setor público em aprimorar o sistema de monitoramento e alertas. O governo local apresentou a necessidade à ANA e ao Ipea para a realização do estudo. O termo de cooperação resultou em um estudo com propostas de melhorias para aprimorar o modelo de gestão na prevenção de inundações em Aracaju, especialmente em bairros como Jabotiana e adjacências, com histórico recorrente de inundações.

De acordo com o pesquisador do Ipea, Antenor Lopes, existe atualmente uma preocupação especial da Defesa Civil Municipal com as enchentes e o monitoramento do nível do rio Poxim. “O novo sistema de monitoramento desenvolvido pelo Ipea oferece uma ferramenta simples, de fácil aplicação e que produz resultados efetivos na prevenção. Com ela, os gestores poderão aplicar um planejamento com ações otimizadas e integradas contra as enchentes”, afirma.

Na avaliação da pesquisadora Anne Caroline Negrão, o lançamento final do aplicativo ainda depende da criação de uma ampla base de dados hidrográficos do Estado de Sergipe. “O principal desafio do estudo tem sido romper a escassez de dados hidrológicos coletados nos últimos anos. Avançamos nesse sentido e já temos o sistema pronto. Precisamos agora calibrar a base de dados para gerar os resultados esperados”, explica.

O trabalho de pesquisa também envolveu a utilização de drones para aprimorar o sistema de coleta de dados no estado sobre as bacias hidrográficas analisadas. O trabalho de análise dos dados tem sido conduzido pelo pesquisador associado do Ipea, Erick de Lima Sebadelhe.

As conclusões a serem apresentadas no seminário estão elencadas em seis ações necessárias, que deverão ser realizas até encerramento da primeira fase do projeto. Entre as ações previstas, estão listadas a organização dos dados coletados, calibração do modelo hidrodinâmico, simulações de alertas, simulações de vazões e novas modelagens na rede de monitoramento.

*Com informações Assessoria de Imprensa e Comunicação Ipea