No Dia de São José, sertanejos rogam por chuvas e renovam fé do plantio de milho 

Da redação, Joângelo Custódio

 

Este sábado (19), é o Dia de São José, santo popular da Igreja Católica, considerado o protetor da família e o padroeiro dos trabalhadores e, principalmente, dos agricultores. A data carrega um significado especial para o sertanejo nordestino. Segundo a tradição, caso chova no dia 19 de março, é sinal de que o ano será de muita chuva, garantindo a safra e a mesa farta.

 

Em Sergipe, a previsão de chuva para hoje não é muito otimista. De acordo com o Centro de Meteorologia de Sergipe, sob a coordenação do especialista Overland Amaral, haverá chuvas isoladas em algumas regiões do Estado, como Agreste, Sertão, Leste e Centro-Sul, mas a precipitação varia entre 10 e 20 milímetros.

 

“Ontem e hoje as chuvas devem retornar ao Estado, estabelecendo o período chuvoso de forma leve, com mais frequência em abril e maio. No Dia de São José haverá possibilidade de chuva fraca em todo o Estado, mas não é chuva suficiente para início de plantio”, pondera Overland.

 

2º maior produtor de milho

 

De acordo com dados do Instituto de Geografia e Estatística (IBGE), em 2015, a produção de milho em Sergipe alcançou a cifra de 792 mil toneladas do grão, tornando-se o segundo maior produtor do Nordeste, atrás somente da Bahia.

 

Uma produção recorde no estado e que fomenta a economia das regiões do Semiárido, Centro Sul e Sertão, produtoras do cereal.