ARACAJU/SE, 21 de maio de 2024 , 20:40:09

logoajn1

Acusado de latrocínio na parada LGBT se entrega à polícia

A Polícia Cívil e a Delegacia de Turismo (Detur) apresentaram na manhã desta quinta-feira (10), Lucas dos Santos Forrest, 19 anos, acusado pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) contra o jovem Tayrone Rodney Menezes Ribeiro, 26 anos, durante a realização da 14ª Parada LGBT de Aracaju, no último dia 30 de agosto, na Orla de Atalaia.

 

Lucas se entregou à polícia na tarde de ontem (9), acompanhado por seu advogado e familiares, como foi divulgado com exclusividade pela AJN1. Ele contou como tudo aconteceu e disse estar arrependido.

 

"O rapaz passou com a corrente, eu puxei, ele reagiu e, em seguida, desferi o golpe de faca nas costas dele e ele saiu correndo. Não conhecia, nunca o vi. Estava sob efeito de álcool. Depois continuei no show até acabar a festa", narrou ele.

 

Segundo Fernando Melo, delegado responsável pelas investigações, após efetuarem a prisão do receptador da corrente roubada no dia do crime, os policiais conseguiram informações que os levaram até o esconderijo de Lucas.

 

"Seguimos até local para prendê-lo, mas a mãe do acusado, com receio de um possível embate com a polícia, resolveu apresentá-lo na tarde de ontem na delegacia, onde ele confessou o crime", explicou o delegado, ao reiterar ainda que Lucas é também acusado de praticar diversos crimes, incluindo roubos a ônibus na região dos lagos da Orla. 

 

Lucas vai ficarcustodiado no Comando de Operações Especiais, enquanto aguarda vaga no sistema prisional.

 

O crime

 

O crime aconteceu na noite de domingo, 30 de agosto, durante a realização de uma festa na Orla da Atalaia, quando o jovem Tayrone reagiu a abordagem do acusado, que tentava puxar uma corrente de prata, sendo morto em seguida com um golpe de faca nas costas, na altura do pulmão.

 

Com informações da SSP

Você pode querer ler também