ARACAJU/SE, 19 de maio de 2024 , 2:43:07

logoajn1

Após dois dias de ameaça, marido tenta matar a própria esposa

Em um país aonde a mulher ainda precisa reivindicar e se manifestar pela valorizaçãos do seu papel na sociedade e fazer valer os seus direitos como cidadã, infelizmente não são raros os casos de agressão contra elas que, muitas vezes, são cometidos por aqueles mais próximos. Ontem, uma jovem de 26 anos foi covardemente agredida pelo seu companheiro que há dois dias vinha fazendo ameaças de morte contra ela e contra a filha do casal de apenas seis anos.

 

De acordo com o seu relato aos policiais, a vítima informou que seu marido é extremamente ciumento e a acusa rotineiramente de adultério e que, por isso, já havia sido agredidas outras vezes por ele. Porém, ontem o agressor parecia estar disposto a cumprir as promessas de morte.

 

Ela conta que estava em casa quando recebeu do marido mensagens de áudio no celular onde, além de xingá-la, ele prometia matá-la quando chegasse em casa. Temendo pelo pior, a mulher se trancou em um dos quartos do apartamento, já que não possui familiares em Aracaju para poder pedir abrigo.

 

O acusado teria chegado no local embriagado, arrombado a porta do quarto, agredido a esposa verbalmente e em seguida teria dado início a uma verdadeira sessão de terror ao tentar enforcá-la, mas as agressões não pararam por aí. O agressor teria ainda tentado torcer o pescoço da esposa que, imobilizada, recebeu socos no rosto e teve sua cabeça jogada contra a parede diversas vezes. Tudo isso seguido da trilha sonora de promessas de que ela não sairia viva daquele cômodo e de que após matá-la ele cometeria suicídio.

 

Diante do barulho um vizinho ligou para a polícia que, ao chegar no local, deparou com a vítima com o rosto coberto de sangue. O agressor foi encaminhado a Delegacia Plantonista (Deplan) e a vítima garante que, diferente das outras vezes em que foi agredida e nada fez, desta vez iria processá-lo criminalmente o marido mesmo diante da ameaça dele de que assim que fosse solto iria atrás dela para matá-la.

 

IML

 

O Instituto Médico Legal (IML) registrou sete mortes nas últimas 24 horas setes corpos, sendo três vítimas de arma de fogo, um vítima de arma branca, um atropelamento e dois por enforcamento.

 

As vítimas por arma de fogos foram um homem de 27 anos, morto no loteamento Bela Vista, no bairro Cidade Nova e outro de 18 anos do loteamento Copacabana, no bairro Japãozinho, ambos de Aracaju. O terceiro corpo, de um jovem de 22 anos, foi recolhido na cidade de Itabaiana, distante 56 quilômetros da capital.

 

Os dois corpos vítimas de enforcamento pertencem a um jovem de 24 anos, recolhido pelo IML no bairro Porto Dantas, em Aracaju, e de um senhora de 76 anos da cidade de Neópolis, a 120 quilômetros da capital.

 

Já o corpo de um homem, vítima de arma branca, é oriundo da cidade de Brejo Grande, enquanto um senhor de 55 anos foi vítima de um atrpelamento no bairro São Conrado, na capital.

Você pode querer ler também