ARACAJU/SE, 16 de abril de 2024 , 23:06:18

logoajn1

Atentado contra advogado teria relação com a atividade profissional

Da redação, AJN1

 

O atentado contra o advogado e presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Sergipe (TJD/SE), Antônio Mortari, está sendo investigado pela equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), coordenada pela delegada Thereza Simony. Nesta quinta-feira (4), o advogado prestou depoimento à polícia e passou detalhes sobre como aconteceu a tentativa de homicídio.

 

De acordo com uma fonte ligada a Secretaria de Segurança Pública (SSP), com base nas declarações do advogado, já se tem informações sobre a possível motivação do crime, que teria ligação sua vida profissional, e quem estaria por trás dele. No entanto, as informações estão sendo mantidas sob sigilo para não atrapalhar as investigações.

 

A tentativa de morte contra o advogado aconteceu por volta das 22 horas desta quarta-feira (3), na avenida Barão de Maruim, depois que a vítima saiu do escritório no bairro São José em Aracaju. Mortari estava na Hilux, preta, de placas HZU-6725/SE, quando desconhecidos emparelharam em um veículo Montana e efetuaram cerca de dez tiros de pistola. Os tiros atingiram a lataria da caminhonete e dois deles feriram a vítima no braço.

 

Baleado, Mortari chegou a postar um áudio em uma rede social, onde avisava que estava ferido e pedia ajuda. Ele foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para um hospital particular do bairro São José, enquanto equipes da Polícia Militar e da Coordenadoria de Polícia Civil da Capital (Copcal) realizaram levantamentos na tentativa de encontrar pistas que levassem as prisões dos criminosos.

 

O advogado recebeu alta médica na manhã de ontem (4) e uma equipe de policiais está fazendo a segurança dele e da família. Imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais localizados no trecho da avenida Barão de Maruim, próximo ao escritório da vítima, onde aconteceu o crime devem ajudar a polícia na sua elucidação. A tentativa de homicídio, segundo policiais, tem características de execução e crime de mando. As investigações estão sendo acompanhadas pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Sergipe (OAB).

Você pode querer ler também