ARACAJU/SE, 27 de maio de 2024 , 3:48:48

logoajn1

Bombeiros lançam campanha para prevenir incêndios no centro comercial de Aracaju

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) lançou, nesta terça-feira (16), no Auditório do Quartel Central, em Aracaju/SE, a Campanha ‘Por um Centro Seguro’, voltada à prevenção de incêndios no Centro Comercial de Aracaju. Com ações educativas e de capacitação, a iniciativa prevê treinamento, selo de garantia e distribuição de cartilhas que conscientizem os comerciantes sobre a importância de adequação das lojas às exigências do Sistema de Combate a Incêndio e Pânico.

 

A Campanha é realizada em parceria com a Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania/Defesa Civil de Aracaju, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL) e a Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese). De acordo com o comandante geral do CBMSE, coronel  Regnaldo Dória, a primeira ação, de distribuição de cartilha educativa, visa dotar os logistas do centro comercial de orientações quanto à adoção de práticas seguras, prevenindo incêndios e facilitando as ações de socorro público.

 

“Estamos solicitando que os prédios do centro comercial adéquem-se às normas. Não queremos punir, mas sim orientar os comerciantes para diminuir os riscos de incêndio. A cartilha, a ser distribuída pela CDL e Acese, traz os passos para regularização dos estabelecimentos, recomendações sobre a largura dos corredores, escadas e portas; iluminação e sinalização de emergência e instalação de extintores e alarmes”, diz o comandante.

 

O coronel Dória ressalta que também serão promovidos workshops sobre primeiros socorros e combate a incêndio. “Os comerciantes vão aprender medidas simples que previnem incêndio e minimizam as probabilidades de propagação do fogo. A última fase da campanha será de fiscalização. Criaremos uma força tarefa para fiscalizar as lojas e esperamos que elas já estejam em conformidade com as exigências legais, para que não seja necessário autuar ou interditar”, explica.

 

As lojas que de ajustarem às normas receberão um selo de garantia, que será usado para certificar todos os estabelecimentos que atendam os padrões de segurança. “Será algo semelhante àquele selo de qualidade expedido pelo Sebrae aos estabelecimentos que oferecem um serviço de excelência. O selo mostra que o cliente está em um ambiente seguro”, esclarece o vice-presidente da Acese, Robson Pereira. Segundo ele, depois do último incêndio de grande porte, que aconteceu no mês de março, em uma loja de tecidos do centro comercial, foi preciso transformar o que era intenção em ação.

 

“Em cada situação, se aprende uma lição. Os comerciantes estão passando por um processo de mudança de cultura e paradigma. O Corpo de Bombeiros está chegando para dar segurança e tranqüilidade”, reforça Robson. O presidente da CDL, Brenno Barreto, salientou que a Câmara precisa da ajuda dos Bombeiros e que o comércio deve sofrer os ajustes necessários para garantir maior segurança. “Endosso o compromisso de que nós, comerciantes, iremos adotar as medidas que exijam maiores cuidados”, diz o presidente.

 

A ideia de dar maior efetividade às ações integradas de prevenção a incêndio surgiu após reuniões que vêm sendo realizadas desde o mês de abril, pelo Comitê de Prevenção a Incêndios na Área Central do Comércio de Aracaju, formado por órgãos públicos estaduais e municipais e entidades ligadas ao comércio. Para a secretária da Defesa Social e da Cidadania de Aracaju, Georlize Teles, o trabalho conjunto dos diversos órgãos é importante neste trabalho de prevenção. “A cartilha é exitosa, porque traz o compromisso de todos os órgãos que se envolveram nesta parceria público-privada. Quando aconteceram aqueles incidentes no centro comercial, todos nós nos juntamos para um benefício comum, a segurança da população”, observa Georlize.

 

A criação de uma cartilha para orientar os lojistas era uma proposta antiga do ex-diretor de Atividades Técnicas (DAT) do CBMSE, coronel BM Joaquim Eugênio. De acordo com ele, é preciso tomar medidas como esta porque se trata de uma área antiga. “Só neste ano, tivemos sete incêndios de grande porte no centro comercial de Aracaju. Percebemos que, em várias lojas daquela área, os preventivos são insuficientes, com saídas de emergência inadequadas e extintores vencidos”, adverte o coronel Eugênio. 

 

O major BM Márcio dos Santos, chefe do Departamento de Análises da DAT, acrescenta que a principal preocupação do CBMSE é com as instalações elétricas antigas do centro comercial. “A manutenção elétrica deve ser feita a cada cinco anos. Como as construções são antigas, correm risco de incêndio. Grande parte das lojas não tem atestado de regularidade porque não possui os preventivos mínimos necessários de segurança contra incêndio. Esperamos que a cartilha, que também traz dicas de prevenção e combate a incêndios, possa ajudar a solucionar o problema”, recomenda o major.

 

Fonte: Ascom/CBM

Foto: CBM

Você pode querer ler também