Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Dois ciganos são executados a tiros no bairro Soledade

 

Da redação, AJN1

Três homens, que portavam algemas e se apresentaram como policiais, executaram a tiros de pistolas os irmãos Nilton César e Gervásio Ramos, de 42 e 40 anos, respectivamente. O duplo homicídio aconteceu por volta das 6h10 desta terça-feira (15), na rua B do  loteamento Senhor do Bomfim, nas imediações do final de linha do bairro Soledade, zona norte da capital, e foi presenciado por familiares. As vítimas, que são ciganos e residem em Arapiraca (AL), estavam na localidade há 20 dias. Familiares alegam que o criminosos estavam a mando de um cigano, que mora na capital pernambucana.

Segundo a irmã das vítimas, Suedi Lima, as vítimas estavam em frente de casa, conversando com outros familiares, quando os desconhecidos chegaram ao local portando algemas e pistolas calibres 380 e ponto 40. Alegando ser policiais, eles determinaram que os irmãos deitassem no chão e mandaram que as outras pessoas se afastassem. As vítimas foram executadas uma ao lado da outra.

Após o duplo crime, o trio fugiu tomando destino ignorado. Apesar de preferir não passar detalhes sobre o que poderia ter motivado o duplo crime, os familiares foram enfáticos ao afirmar que um cigano, que identificaram como Ivanildo, seria o mandante. “A gente pediu calma, mas eles passaram a atirar. Foram ciganos de Pernambuco que mandaram matar. Foi Ivanildo quem contratou os pistoleiros”, disse Suedi Lima.

A equipe Urso-03, do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM) esteve na loteamento e isolou área, juntamente com policiais do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Peritos da Criminalística realizaram a perícia no local e em seguida os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) para serem necropsiados e depois liberados para o sepultamento. O caso será investigado pela equipe do DHPP.