ARACAJU/SE, 21 de maio de 2024 , 7:22:04

logoajn1

Dois homens são mortos e três ficam feridos em crime com características de execução

Uma verdadeira cena de terror. Assim pode ser descrita a ação de dois homens que na tarde do último domingo, 8, executaram a tiros duas pessoas e deixaram outras três feridas na travessa Comandante Miranda, próxima a avenida Maranhão, na capital. 

 

De acordo com os relatos de quem presenciou a cena, as vítimas estavam dentro de um bar quando a dupla chegou em um ciclomotor disparando diversas vezes contra um grupo de pessoas que estava no estabelecimento. Não houve reação e, após atingir as vítimas, os suspeitos fugiram do local. 

 

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram deslocadas até o local para prestar os primeiros socorros, assim como a Polícia Militar (PM). Uma das vítimas foi identificada apenas pelo pré-nome Danilo, baleado com um tiro no peito; a outra por 'Thiago das Pratas', alvejado com dois tiros, sendo um no pescoço e outro também no peito. Ambos tiveram a confirmação da morte ainda no local do crime.

 

Segundo informações da assessoria de imprensa da PM, 'Thiago da Prata' seria um dos suspeitos de ter roubado uma metralhadora do Departamento de Narcóticos (Denarc).

 

As outras três pessoas que ficaram feridas foram dois jovens de 26 e 27 anos, baleados no peito e na coxa, e um homem de 40 anos, ferido com um tiro na coxa. Todos receberam os primeiros-socorros no local e encaminhados pelo Samu ao Hospital Governador João Alves Filho (HGJAF).

 

Assalto

 

Um homem teve seu carro roubado por dois marginais armados na porta da própria casa no bairro Jardim Centenário, zona Oeste de Aracaju. A vítima havia acabado de estacionar o veículo quando foi abordado pela dupla exigindo que ele retornasse para o veículo.

 

Sob a mira da arma, a vítima teve os pés e mãos amarrados com um corda e, durante todo o trajeto, foi ameaçada caso reconhecesse os bandidos, que prometeram retornar até a residência dele para matá-lo. Após toda a pressão psicológica sofrida, a vítima foi deixada em cima de um barranco na estrada da lixeira do bairro Santa Maria, zona de Expansão da capital.

 

A vítima procurou ajuda em uma residência da região e em seguida foi até a delegacia da região, onde foi informado que seu veículo tinha se envolvido num acidente nas proximidades da Delegacia Plantonista (Deplan) e que uma pessoa havia sido presa. Na Deplan, a vítima reconheceu Bruno Rocha Bispo como sendo um dos autores do roubo praticado contra ele.

 

Deplan

 

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), apenas neste fim de semana foram notificados onze casos de violência doméstica, crime que tem crescido na estatística da PM.

 

Em um dos casos, o marido mantinha a companheira em cárcere privado no bairro Novo Paraíso, e a agredia fisicamente periodicamente. Apesar da diferença de idade, endereço e nível social entre as mulheres vítimas de agressão que procuraram a Deplan para registrar ocorrência,  todas elas relatam tipos de agressões semelhantes.  

 

A covardia de seus companheiros, ou pessoas mais próximas, geralmente acontece por faca, cabo de vassoura, murros, tapas, empurrões contra parede e puxões de cabelo, além do tormento psicológico diante das ameaças de morte e até mesmo da ameaça de morte aos seus filhos e outros parentes.

Você pode querer ler também