ARACAJU/SE, 25 de junho de 2024 , 3:04:24

logoajn1

Envolvido em latrocínios e homicídios tomba em confronto com a polícia

 

Da redação, AJN1

Acusado de envolvimento no latrocínio que vitimou o trabalhador rural Manoel Neri da Silva, o “Bigode”, 64, Vinícius Bezerra dos Santos, o “Nizio”, 18, morreu em uma troca de tiros. O confronto aconteceu durante uma operação realizada pela equipe da Polícia Civil no bairro Matadouro, em Propriá. Com ele foi encontrado um revólver calibre 38, com numeração raspada, e 13 munições – três delas deflagradas -, um simulacro de espingarda calibre 12, uma soqueira, dois machados, duas mochilas com roupas e dois aparelhos celulares. Vinícius também figurava como envolvido em outro latrocínio e mais seis assassinatos ocorridos na região do Baixo São Francisco.

De acordo com os delegados João Eduardo e Antônio Wellington, Vinícius tinha seis mandados de internação decretados pela justiça, quando ainda era adolescente e outros dois de prisão em aberto. Na noite desta quarta-feira, uma denúncia anônima indicando a localização do suspeito e de comparsas, que estariam escondidos em um imóvel no bairro Matadouro, levou os policiais a deflagrarem a operação.

O local foi cercado e Vinícius recebeu ordem de prisão. No entanto, o acusado tentou escapar pelo telhado e passou a atirar contra os policiais. Houve o revide e ele acabou alvejado, caindo no quintal de um imóvel vizinho. Vinícius foi levado até o hospital do município, mas não resistiu aos ferimentos

O delegado regional João Eduardo informou que, além dos homicídios consumados e dos dois latrocínios, Vinícius é apontado como autor de outras quatro tentativas de homicídio e uma de latrocínio. Ele também é suspeito de participar de vários assaltos na região. O acusado foi um dos alvos da Operação Neftis, realizada no começo do ano em Propriá, mas na oportunidade conseguiu fugir após uma troca de tiros.

Você pode querer ler também