ARACAJU/SE, 23 de maio de 2024 , 9:39:49

logoajn1

Garota de programa se entrega à polícia após matar cliente no conjunto Padre Pedro

 

Por AJN1
 

O que poderia vir a ser um crime banal, soou como um grito de alerta. Viciada em crack e prostituta, Raquel Cristina da Silva, 31 anos, se entregou à polícia às 3h da madrugada desta sexta-feira (17), após matar um cliente em sua residência no conjunto Padre Pedro, com o pretexto de ser presa para não se afundar novamente na seara dos entorpecentes e apagar a estopa que acendia seu vício: a prostituição.

Policiais militares realizavam policiamento preventivo na região no momento em que se deparou com Raquel na direção da viatura.  À polícia, ela afirmou que era garota de programa, viciada em crack, cinco filhos para criar e que havia acabado de cometer um homicídio contra um cliente na rua 30, conjunto Padre Pedro.

O crime

Segundo a polícia, Raquel acertou um programa na casa da vítima, identificado por Renilson Vitória da Conceição, 50 anos. Na pausa do ato sexual, Raquel levantou-se, foi até a cozinha sem evidenciar suspeitas. Abriu a gaveta do armário e pegou uma faca. Ao retornar, esfaqueou Renilson até a morte.

O caso foi registrado na Delegacia Plantonista como homicídio qualificado. Raquel já havia sido acusada e presa por roubo, tendo cumprido 11 meses no xadrez.

 

Foto: PM/SE

Você pode querer ler também