Homem é executado a tiros horas depois de ser liberado de presídio

Da redação, AJN1

 

O Instituto Médico Legal (IML) Dr. Augusto Leite, em Aracaju, necropsiou três corpos vítimas de mortes violentas. Foram duas por homicídios e uma por acidente no trânsito. No povoado Domingos Conceição, em Itaporanga D’Ajuda, o ex-presidiário Mário Jorge Passos, 34, foi executado a tiros, horas depois de ser colocado em liberdade. O crime aconteceu no início da noite desta quinta-feira (30), quando a vítima caminhava pela localidade e foi surpreendida por um desconhecido que estava em uma moto.

 

Mário esteve preso sob acusação de tráfico, porte ilegal de armas e homicídio. Ele era condenado a mais de 24 anos de reclusão e após cumprir mais de um terço da pena, foi beneficiado com a progressão de regime. A informação é que ontem, após ser liberado do presídio ele esteve visitando os filhos e saiu de casa.

 

No início da noite, quando voltava para residência, Mário acabou sendo interceptado por um homem que estava em uma moto e foi executado com tiros na cabeça. Por conta dos antecedentes criminais da vítima, policiais acreditam que o crime pode ter sido motivado por vingança.

 

Outro assassinato aconteceu no conjunto Luiz Alves, em São Cristóvão. Sílvio dos Anjos Cavalcanti, 18, foi morto a tiros no início da manhã de ontem. Segundo a polícia, ele havia integrava um grupo que praticou um arrastão em um ônibus que faz linha para São Cristóvão e no momento da fuga foi surpreendido por um desconhecido que efetuou vários disparos contra os assaltantes.