IML registra seis mortes violentas nas últimas 24h

Da redação, AJN1

 

Seis corpos foram necropsiados no Instituto Médico Legal (IML) Dr. Augusto Leite, em Aracaju, nas últimas 24 horas. Foram três vítimas de homicídios, uma de queimadura e outras duas que as causas das mortes ainda estão sendo investigadas. Em Itabaiana, Lainson Lima dos Santos, 20, foi executado com mais de 15 tiros de pistola calibre 380. O crime aconteceu no final da noite desta terça-feira (28), quando a vítima foi surpreendida por desconhecidos que estavam em um Doblô de cor vermelha.

 

De acordo com policiais militares, Lainson era suspeito de envolvimento em assaltos registrados no município, principalmente roubo de motos. A informação é que na noite de ontem, ele estava nas imediações da rua Percílio Andrade, quando foi surpreendido pelos desconhecidos, que estavam no Doblô e um deles efetuou vários disparos de pistola contra a vítima, que teve morte no local.

 

Após o assassinato, os desconhecidos fugiram tomando rumo ignorado. Equipes do 3º Batalhão da Polícia Militar (BPM) estiveram no local e realizaram buscas, sem sucesso, na tentativa de localizar os criminosos. Policiais acreditam que o crime pode ter relação com um possível acerto de contas ou vingança.

 

Outros corpos

 

José Willames de Jesus, 20, foi morto a tiros no povoado Pedrinhas em Areia Branca. Já em Nossa Senhora das Dores, Cleones Correia dos Santos, 27, foi morto durante uma troca de tiros com policiais civis. O fato aconteceu no início da manhã desta terça-feira (28) durante a operação “Os Intocáveis”.

 

No Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), João Rodrigues dos Anjos Júnior, 36, que estava internado na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) desde o dia 23, véspera de São João, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Ele teve queimaduras por todo o corpo ao tentar acender uma fogueira usando thinner. O acidente aconteceu em frente à residência da vítima em Riachuelo.