ARACAJU/SE, 21 de maio de 2024 , 20:33:49

logoajn1

Jovem é assassinada durante arrastão a ônibus da linha Marcos Freire/DIA

Por Felipe Maceió, da redação AJN1

 

Um crime bárbaro e sem qualquer explicação marcou o início da manhã desta terça-feira após uma jovem com pouco mais de 20 anos, de prenome Thaís, ser assassinada à tiros dentro de um ônibus que faz a linha Marcos Freire/DIA, na avenida Euclides Figueiredo. O crime ocorreu após o veículo deixar o Terminal Visconde de Maracaju, no bairro Santos Dumont, zona Norte de Aracaju, e ser invadido por dois assaltantes.

 

Testemunhas afirmam que a dupla entrou no veículo anunciando o assalto e tomando os pertences dos passageiros. Sem motivo aparente, os bandidos efetuaram disparos contra a jovem mesmo sem ela ou qualquer outro passageiro esboçar reação à abordagem.

 

Os bandidos fugiram e Thaís chegou a ser socorrida e encaminhada ao setor de emergência do Hospital Governador João Alves Filho (HGJAF), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A Polícia Militar (PM) já está em diligência para tentar capturar os bandidos.

 

Sintra

 

Os constantes assaltos a ônibus na Grande Aracaju é pauta recorrente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Aracaju (Sintra). O presidente do sindicato, Miguel Belarmino, não descarta a possibilidade de uma possível paralisação da atividade como forma de protesto, mas diz que a categoria irá aguardar um posicionamento das autoridades.

 

"Nós estamos atentos à violência em Aracaju e achamos que a paralisação em si não vai resolver o problema da falta de segurança. A gente pode até paralisar, mas o usuário será o mais prejudicado e corre o risco dessa manifestação não dar em nada, já que o próprio governo não toma nenhuma iniciativa", diz Belarmino, que afirma que o sindicato irá avaliar o posicionamento das autoridades diante da morte da jovem na manhã de hoje.

 

"Até amanhã iremos definir a estratégia para repudiar os casos de violência que têm acontecido com frequência no nosso dia a dia", promete o presidente do Sintra.

 

Belarmino culpa ainda o Poder Público pelo descaso na segurança pública e acusa os governantes de não se empenharem em resolver o problema da violência contra os trabalhadores e usuários do transporte público.

 

"O problema é juntar esses vereadores, deputados e o próprio governo e cobrar deles mais segurança para nós rodoviários e para os usuários, já que somos nós os mais penalizados com toda essa situação. Eles precisam tomar vergonha na cara", desabafa.

 

Números

 

De acordo com dados do Sintra, essa é a primeira morte de usuário do transporte público de Aracaju registrada neste ano. Da janeiro até o dia 04 de outubro deste ano, o sindicato contabilizou 890 assaltos a ônibus, ante os 750 registrados no mesmo período do ano passado. 

 

Somente nos quatro primeiros dias deste mês foram 14 assaltos a ônibus, sendo que algum deles foram considerados 'arrastões'.

 

Você pode querer ler também