ARACAJU/SE, 15 de julho de 2024 , 0:00:47

logoajn1

No aniversário de 87 anos, PRF fará caminhada em prol de valorização

 

Garantir a segurança com cidadania nas rodovias federais e nas áreas de interesse da União. Essa é a principal missão da Polícia Rodoviária Federal, instituição que, nestes dias 23 e 24 de julho, dias do Policial Rodoviário Federal e da Polícia Rodoviária Federal, respectivamente, comemora 87 anos de atividades.

Para celebrar essas datas emblemáticas, na manhã desta quinta-feira (23), policiais ativos e aposentados, sob coordenação do Sindicato dos Policiais Rodoviários de Sergipe (Sinprf/SE), farão uma caminhada simbólica, a partir das 9h, entre os quilômetros 4 e 5 da BR 235, sensibilizando a sociedade em geral pela valorização da categoria.

Na oportunidade, ao término da caminhada, ao chegar na Unidade Operacional da PRF da saída de Aracaju, serão doados equipamentos hospitalares a representantes do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e do Serviço Móvel de Urgência (Samu), num reconhecimento de que as vítimas de acidente de trânsito, sobretudo com motocicletas, têm sido responsáveis pelo colapso do sistema de saúde pública especialmente nos finais de semana.

Os policiais rodoviários federais também cobram do governo Dilma uma extensa pauta de reivindicação, como melhores condições e segurança no trabalho; tratamento isonômico entre policiais da atividade fim e policiais que trabalham eventualmente no serviço interno; reestruturação da carreira; aumento de efetivo; fim da contribuição dos inativos; pagamento do adicional por serviço noturno.

Seminário

Em meio às comemorações, a PRF em Sergipe promoveu nesta quarta-feira (22), no auditório da Sede administrativa da PRF em Sergipe, um seminário sobre “Promoção e Defesa de Direitos Humanos para os PRFs”.

O congresso enfatizou o papel do policial enquanto promotor de direitos humanos para o cidadão comum, tal qual detentor de direitos e liberdades que devem ser protegidos e preservados.

História

A Polícia Rodoviária Federal foi criada pelo presidente Washington Luiz no dia 24 de julho de 1928 (dia da Polícia Rodoviária Federal), com a denominação inicial de "Polícia de Estradas".

Em 1935 Antônio Felix Filho, o "Turquinho", considerado o 1º Patrulheiro Rodoviário Federal, foi chamado para organizar a vigilância das rodovias Rio-Petropólis, Rio-São Paulo e União Indústria. Sua missão era percorrer e fiscalizar as três rodovias utilizando duas motocicletas Harley Davidson e nessa empreitada contava com a ajuda de cerca de 450 vigias da então Comissão de Estradas de Rodagem (CER).

Em 23 de julho de 1935 (dia do Policial Rodoviário Federal), foi criado o primeiro quadro de policiais da hoje Polícia Rodoviária Federal, denominados, à época, "Inspetores de Tráfego". No ano de 1945, já com a denominação de Polícia Rodoviária Federal, a corporação foi vinculada ao extinto Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER).

Finalmente, em 1988, com o advento da Constituinte, a Polícia Rodoviária Federal foi integrada ao Sistema Nacional de Segurança Pública, recebendo como missão exercer o patrulhamento ostensivo das rodovias federais.

Desde 1991, a Polícia Rodoviária Federal integra a estrutura organizacional do Ministério da Justiça, como Departamento de Polícia Rodoviária Federal. 

 

Foto: PRF

Você pode querer ler também