ARACAJU/SE, 16 de junho de 2024 , 22:47:24

logoajn1

PC elucida duplo homicídio registrado em hospital

 

Da redação, AJN1

A prisão de Getúlio Inácio dos Santos, 37, por porte ilegal de armas, levou a equipe da Delegacia Regional de Itabaiana, a elucidar o duplo homicídio ocorrido no mês de julho, no interior do Hospital Regional Pedro Garcia Moreno, que vitimou Gladeston Wanderson de Jesus Santos, 20, e Franklin Teixeira de Jesus, 21. O acusado foi preso em flagrante portando um revólver calibre 38 com cinco munições.

Segundo o delegado regional Fábio Santana, nos levantamentos realizados a partir dos depoimentos de familiares das vítimas, de testemunhas e da análise das imagens de câmeras de segurança de imóveis próximos ao hospital, aliado a informações passadas através do Disque Denúncia, foi possível identificar os envolvidos no duplo crime.

O delegado lembrou que para ter acesso as dependências do hospital, os acusados se passaram por policiais civis. “A ação chocou e deixou a população da cidade muito amendrontada devido à capacidade dos homens, que usaram duas pistolas calibre 380 para cometer o crime se passando por policiais civis”.

Ao ser interrogado, Getúlio confessou ser um dos executores das vítimas e delatou Eliandro da Silva, como sendo o outro autor dos disparos e Givaldo Cunha de Jesus como mandante. Na versão do acusado, teria sido Givaldo o responsável por fornecer as armas e os distintivos da polícia utilizado no crime. “Givaldo contratou Getúlio e Eliandro para executar o Gladeston Wanderson, já que este o teria ameaçado de morte”, explicou o delegado.

Pelo que ficou esclarecido, Givaldo ainda ficou aguardando a dupla executar as vítimas para dar fura em um Gol. Os três envolvidos no crime já têm passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo. “Só o Givaldo já foi preso cinco vezes pelo crime de porte ilegal de arma de fogo”, lembrou o Fábio Santana. Agora as investigações prosseguem para prender os dois criminosos que ainda estão em liberdade.

Você pode querer ler também