ARACAJU/SE, 24 de maio de 2024 , 8:25:58

logoajn1

Polícia ainda não prendeu quadrilha que saqueou agência do BB na terça, 11

A Polícia sergipana concentra suas ações em capturar os quatro homens responsáveis por saquear na última terça-feira, 11, uma agência do Banco do Brasil, localizada na Avenida Mario Jorge, Bairro Coroa do Meio, Sul de Aracaju, em um crime com características cinematográficas, marcado por absurda ousadia.

Com base em informações transmitidas pela polícia, após a Polícia Militar montar uma verdadeira força-tarefa para chegar a captura dos infratores, investigadores do Complexo de Operações Especiais (Cope) realizam incursões e tomam o depoimento de testemunhas para tentar chegar ao paradeiro do quarteto.

O inquérito, que apura as circunstâncias do crime, vem sendo encabeçado pelo diretor do Cope, delegado Jonathas Evangelista. Um dos artifícios para chegar a prisão dos infratores serão as imagens colhidas pelo circuito de segurança da instituição financeira. O prazo inicial para conclusão do inquérito é de 30 dias.

Ação do quarteto

A ação foi promovida por quatro homens, todos fortemente armados, por volta das 12h e ainda conta com uma particularidade. Para ter acesso ao interior da instituição financeira, os assaltantes precisavam passar pela porta giratória, com detector de metais, além da presença da segurança armada.

Para driblar as adversidades e pôr em prática o intento, os bandidos, então, trataram de articular um plano, marcado pela ousadia. Um deles chegou à porta da instituição financeira, trajando um macacão semelhante à vestimenta usada pela Polícia Militar, havendo uma tarjeta com o nome soldado na cor amarela.

Dessa maneira, o infrator conseguiu ludibriar a segurança e entrar armado na agência do BB. Não demorou a seguir com o plano, revelando-se um assaltante depois de render os dois vigilantes e se apoderar da arma, possibilitando que os comparsas invadissem a unidade.

O roubo foi executado de forma rápida, aproximadamente cinco minutos, o tempo que levaram para se apoderar de uma quantia em dinheiro dos caixas, valor não divulgado pela gerência. Os bandidos também se mostraram engenhosos no momento da fuga, fazendo duas reféns e tomando de assalto o veículo marca/modelo Chevrolet Captiva, cor preta, de uma cliente, usando também um Fiat Uno, de cor prata.

O bando seguiu pela Avenida Mário Jorge e ainda no Bairro Coroa do Meio, abandonaram os veículos, liberando as reféns que saíram ilesas, continuando a fuga em um veículo Chevrolet Astra, de cor branca. Durante a perseguição, o quarteto seguiu com o veículo Astra até uma região chamada Curva do Rio, no Povoado São José, no Mosqueiro, Sul de Aracaju, onde deixaram o carro e se embrenharam na mata, tomando destino ignorado.

Para tentar capturar os suspeitos, foi montada uma operação, com a presença de diversas unidades da PM e do Grupamento Tático Aéreo (GTA) que sobrevoou a área, mas não obteveram êxito na captura dos assaltantes.

 

Por Rafael Heleno/CS

Você pode querer ler também