ARACAJU/SE, 19 de abril de 2024 , 6:35:09

logoajn1

Polícia ainda sem pistas de homem que estuprou criança em Lagarto

Da redação, AJN1

 

A equipe da Delegacia Regional de Lagarto está mobilizada para identificar e prender um homem forte, branco, de compleição gorda, que estava em um carro preto e vidros com película, possivelmente um Siena, que raptou, espancou e estuprou uma criança de dez anos. O crime aconteceu no início da tarde de ontem (2), quando a vítima seguia a pé para casa depois de sair da escola. Hoje (3), a menina vai passar por avaliação médica na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, em Aracaju, e depois será submetida a exames no Instituto Médico Legal (IML).

 

De acordo com policiais, a menina saiu da escola, localizada em uma das avenidas do município de Lagarto, e seguia para casa a pé, quando foi surpreendida pelo desconhecido. O homem, que estava em um carro preto, conseguiu fazer com que a vítima entrasse no veículo e na sequência colocou um saco plástico na cabeça dela. A menina foi levada até uma casa abandonada nas imediações da rodovia Lourival Batista, no povoado Tapera do Saco.

 

A criança teria ficado cerca de 40 minutos em poder do desconhecido e neste período foi espancada e abusada sexualmente, chegando a ficar inconsciente. Após ser abandonada e recobrar a consciência, ela pediu ajuda a moradores do povoado, que acionaram a polícia e entraram em contato com os familiares. “Ela é de pouca amizade. Não é de muita conversa. Machucaram muito a cabeça dela”, lembrou uma tia da vítima.

 

Devido as agressões e os abusos sofridos, a criança precisou ser encaminhada ao hospital do município e depoisfoi transferida para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), na capital. A princípio se levantou a possibilidade da menina ter sofrido traumatismo craniano, mas isto foi descartado através de exames.

 

Na tentativa de encontrar pistas que levem ao criminoso, policiais da Regional de Lagarto refizeram o percruso, que possivelmente o desconhecido fez com a menina. A ideia é verificar se existem câmeras de segurança no percurso e se as imagens podem auxiliar nas investigações.

 

A delegada da Mulher de Lagarto, Ana Paula, que preside as investigações faz um apelo as pessoas que tiverem informações que possam ajudar na identificação e captura do criminoso, que repassem à polícia, mesmo que de forma anônima. “Faço um apelo a comunidade que passe informações através do disque denúncia. A sociedade está indignada e revoltada e, é neste momento que devemos nos unir para que consigamos punir uma pessoa desta que não pode está convivendo entre os cidadãos de bem”.

Você pode querer ler também