ARACAJU/SE, 17 de abril de 2024 , 0:09:49

logoajn1

Presa em Aracaju dupla que sequestrou empresário em AL

Da redação, AJN1

 

O monitoramento da Hilux de placas OHF-2679/AL, que foi tomada de assalto em Arapiraca (AL), levou as equipes do Comando do Policiamento Militar da Capital (CPMC) e do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp), com o apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA), a localizar o veículo no conjunto Augusto Franco e prender o foragido da justiça alagoana Fernando Ribeiro de Jesus, o “Fernando Baia”, 46, e Alisson de Medeiros Moura, 22. Os acusados estavam instalados em uma casa de veraneio alugada no Robalo, na zona de Expansão de Aracaju.

 

De acordo com policiais, a Hilux foi tomada de assalto na noite do último sábado (7), quando o proprietário de uma transportadora foi vítima de um sequestro relâmpago no bairro Brasília, em Arapiraca. A vítima seguia para um velório, quando foi interceptada pelos criminosos. O empresário foi colocado no banco traseiro, amarrado e teve o rosto encoberto por um capuz, depois foi abandonado entre os municípios de Penedo e São Sebastião. Como a Hilux possuía dispositivo de monitoramento, o empresário entrou em contato com a empresa responsável pelo rastreamento, que localizou o veículo em Aracaju.

 

As informações foram passadas a PM sergipana e o chefe do Comando do Policiamento Militar da Capital (CPMC), tenente-coronel Vivaldy Cabral, mobilizou várias equipes na tentativa de interceptar a Hilux. Na tarde de ontem, a equipe do CPMC se deparou com o veículo em um posto de combustíveis da avenida Melício Machado, na zona de Expansão, mas os acusados não atenderam a ordem de parada. A partir daí  se inicou uma perseguição e a operação contou com o apoio da aeronave do GTA.

 

A perseguição seguiu até o conjunto Augusto Franco, onde Fernando e Alisson acabaram presos. A Hilux já usava as placas clonadas OZN-1520. Os acusados foram encaminhados até a sede do Cope, onde será dado prosseguimento as investigações. Fernando já responde a processos por assaltos a banco e tráfico de drogas e, em uma ação ousada, chegou a ser resgatado do presídio de Arapiraca.

 

Existe a suspeita por parte de policiais, que a dupla se preparava para praticar ações criminosas em Sergipe. O caso está sendo investigado pelo Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope).

Você pode querer ler também