ARACAJU/SE, 17 de junho de 2024 , 11:52:31

logoajn1

Arrombamento de carro termina em espancamento no Jardins

 

Um suposto arrombamento de um veículo no bairro Coroa do Meio, em Aracaju, terminou com um homem sendo espancado por quatro homens no bairro Jardins, em Aracaju. O fato aconteceu por volta das 13 horas deste domingo (17), próximo a um hipermercado na avenida Santos Santana. O homem identificado por Marcos Lima Cavalcante, 43, foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), onde deu entrada com ferimento na nuca e suspeita de fratura na região nasal. Depois de receber atendimento médico e ser submetido a exames, ele fugiu do hospital.

As agressões foram gravadas por um morador de condomínio que fica próximo ao local do ocorrido. Nas imagens é possível ver quatro homens que saem de uma pick-up de cor preta e um deles agride a vítima, que está caída no asfalto, no meio da avenida. O vídeo viralizou nas redes sociais e o clamor por providências por parte da polícia foi imediato.

Diante da repercussão do fato, na manhã de hoje (15), um homem de prenome Hugo participou do programa Fala Sergipe da Mix FM e deu sua versão para o ocorrido.  Ele alegou que estava pescando na Coroa do Meio, quando foi informado sobre o arrombamento de um carro e depois de constatar que o alvo teria sido a sua pick-up, se juntou a outros pescadores e saiu em perseguição aos autores do crime, que estariam em uma carroça. “Tinha uma pedra dentro do carro. O vidro do passageiro quebrado. Estouraram o som, estouraram o carro todo. Outros pescadores disseram assim, eles correram para lá, estavam de carroça”, disse o dono do veículo.

Ainda de acordo com a versão do proprietário da pick-up, ao localizar a carroça no bairro Jardins, dois desconhecidos saíram correndo, enquanto o outro tentou agredi-lo com um chicote. “Ele estava alcoolizado. Quando deu a chicotada e veio para cima, eu segurei, ele caiu no chão e comecei realmente a agredir. Quando veio para cima vi meu som e os pertences na carroça. Minha carteira ainda não recuperei”, contou o homem de prenome Hugo, acrescentando que haviam armas brancas na carroça. O caso será investigado pela 1ª Delegacia Metropolitana (DM).

Você pode querer ler também