Suspeito de estupro morre em troca de tiros com a polícia

 

Da redação, AJN1

Acusado de amarrar e manter uma mulher como refém para depois estupra-lá, um homem identificado como sendo o ex-presidiário Antônio José, o “Batatinha”, foi morto após uma troca de tiros com policiais da Companhia Independente de Operações em Área de Caatinga (Ciopac) e policiais civis da Delegacia Regional de Nossa Senhora da Glória. A ação aconteceu na tarde deste sábado (23) na zona rural do município. A vítima foi encaminhada para atendimento médico.

De acordo com policiais militares, a denúncia repassada à Delegacia Regional de Glória indicava que uma mulher havia sido estuprada e abandonada amarrada na zona rural do município. A equipe do Ciopac, juntamente com os policiais civis, foram até a localidade e obtiveram mais detalhes do ocorrido com o companheiro da mulher, que informou a identificação e onde o suspeito poderia estar escondido.

Os policiais realizaram uma busca na casa de Antônio José, que estava escondido embaixo da cama e efetuou vários disparos. Houve o revide e o acusado acabou ferido. Ele foi levado ao hospital de Glória, mas não resistiu ao ferimento. Pelo que ficou esclarecido, Antônio José já havia tentado abusar sexualmente da vítima em uma ação anterior, mas temendo por sua vida a mulher preferiu não levar o caso ao conhecimento da polícia.

O acusado já respondeu a processo por homicídio e estava com preventiva decretada por um assassinato registrado em Monte Alegre. O corpo de Antônio José foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).