Adversários no 2º turno, Edvaldo e Danielle revelam projetos que irão executar em diferentes áreas caso cheguem à cadeira mais cobiçada do Executivo Municipal  

Da redação, Joangelo Custódio

 

No próximo dia 29 de novembro, acontece o segundo turno da Eleição Municipal 2020. Mais de 404 mil eleitores devem retornar às urnas para escolha do prefeito que irá administrar Aracaju pelos próximos quatro anos. Como já é notório, o pleito será disputado pelo candidato à reeleição, Edvaldo Nogueira (PDT), que no primeiro turno obteve 45,57% ou 119.681 votos, e pela Delegada Danielle (Cidadania), que alcançou 21,31% ou 55.973 votos. Com o intuito de contribuir com um debate democrático e auxiliar os eleitores [principalmente os mais de 100 mil aracajuanos que se abstiveram] a fazerem a melhor escolha para a cidade, o portal AJN1 e o jornal Correio de Sergipe enviaram perguntas aos respectivos postulantes para saber quais são os projetos que eles irão executar em diferentes áreas, caso vençam o pleito. As respostas dos candidatos foram colocadas de acordo com a ordem alfabética. Confira a seguir:

AJN1 e Correio de Sergipe – Com base em planejamento estratégico, quais os principais projetos para a educação pública na capital?

Delegada Danielle

Oferecer educação pública de qualidade será prioridade em nossa gestão. Pagaremos o piso salarial e investiremos na capacitação dos professores, além de valorizar os profissionais da rede. Vamos tornar a escola um ambiente acolhedor e atrativo para os alunos, ampliando o número de bibliotecas e implantando laboratórios de makers e de robótica. Incluiremos na grade curricular disciplinas que estimulem o empreendedorismo. Além disso, aproximaremos o Esporte e a Cultura da Educação. Outra proposta que apresentamos é a implantação de um sistema de bonificação que estimule a competição saudável entre as escolas e melhore o desempenho dos alunos. As unidades de ensino que estão degradadas passarão por reforma. Traremos ainda a figura do agente de Educação, que vai fazer a ponte entre a escola as famílias dos alunos. Aracaju vai deixar de ser a capital com o menor IDEB do Nordeste.

Edvaldo Nogueira

A educação que queremos entregar aos aracajuanos, em nossa próxima gestão, é a educação integral. Esse é um compromisso que assumimos e que destacamos em nosso programa de governo como prioridade. Estamos construindo, no bairro Santa Maria, a 1ª escola integral da rede municipal, que servirá como piloto de um modelo que pretendemos levar a todas as demais unidades. Vamos ampliar as vagas nas creches com a construção de novas unidades, como a que estamos edificando no conjunto Augusto Franco. Intensificaremos a oferta de formação continuada para os professores e consolidaremos a gestão democrática, retomada em nossa gestão, de modo a incentivar o controle social e o alcance de metas de desempenho, além de avançar na implantação das tecnologias digitais.

 

AJN1 e CS – Com relação ao meio ambiente, como fazer de Aracaju uma cidade sustentável, pensando já no futuro das próximas gerações?

 

Delegada Danielle

Uma cidade sustentável é aquela que entende que o impacto ambiental afeta diretamente a qualidade de vida da população e o desenvolvimento urbano e econômico do município. Por isso, vou promover estratégias para redução dos impactos e riscos ambientais, para ampliação da cobertura vegetal, preservação e conservação das áreas verdes, garantindo um ambiente sustentável na cidade. Ampliaremos o horto municipal para maior arborização de praças e espaços públicos. Adoção de práticas que promovam a redução e reciclagem de resíduos sólidos na administração pública. Implementar o IPTU Verde em nossa cidade, que beneficiará empresas que colaborem com a preservação do meio ambiente. Também constam em nosso plano de governo a estruturação dos parques públicos. A gestão vai estabelecer as relações intersetoriais necessárias para tratar dos problemas ambientais.

 

Edvaldo Nogueira

O futuro das próximas gerações está no centro das nossas ações e é o fio condutor do nosso programa de governo, pois a preservação do meio ambiente é uma tarefa inadiável aos gestores do planeta. Estamos construindo hoje a Aracaju que queremos para os nossos netos daqui a 20, 30 anos. E isso só se consegue com planejamento, e já estamos fazendo isso, por exemplo, com a implantação do AjuInteligente, plataforma a partir da qual modernizamos a gestão e passamos a ofertar mais de mil serviços municipais pela internet, sem utilizar papel. Projetamos ações voltadas ao ecoturismo e à educação ambiental nos parques municipais Poxim, Tramandaí e Lamarão, e vamos avançar ainda mais no programa de arborização da cidade, com o qual já plantamos mais de 9 mil novas árvores. Temos também o projeto de revitalização do Parque da Sementeira.

 

AJN1 e CS – Ainda na temática ambiental, existe alguma ideia, já pensando em Aracaju nos próximos 20 anos, principalmente com relação ao abastecimento de água potável, já que a demanda é, obviamente, crescente e os reservatórios são finitos? O mandato, evidentemente, só tem quatro anos, mas a pergunta torna-se pertinente, já que o gestor a prepara para futuras gerações, independentemente do tempo de administração.

 

Delegada Danielle

A água é um recurso natural finito, mas inexorável à vida humana. Cuidar da cidade e, consequentemente, da sua água é uma preocupação do meu governo. Para isso, vou fortalecer campanhas de conscientização sobre bom uso, conservação e preservação do meio ambiente. Também vou cobrar um tratamento adequado da Deso em relação ao nosso esgoto, que não atende a totalidade da nossa cidade e também não tem uma política efetiva de tratamento e de universalização do acesso a água em Aracaju.

 

Edvaldo Nogueira 

As questões relacionadas ao abastecimento de água em Aracaju são de responsabilidade da Companhia de Abastecimento, a Deso. No início do ano, assinamos um termo de cooperação com o governo para justamente assegurar a melhoria e expansão dos serviços de saneamento na cidade, aumentando o percentual de cobertura de esgotamento sanitário de 60%, atuais, para 90%, até 2033.

 

AJN1 e CS – No segmento do turismo, qual a principal estratégia para consolidar Aracaju como um dos principais destinos do Nordeste?

 

Delegada Danielle 

Temos diversas potencialidades turísticas pouco exploradas, além da ausência de uma gestão técnica e comprometida com o desenvolvimento do setor. Vamos encarar o turismo como ponto estratégico para o desenvolvimento da cidade. Por meio dele é possível melhorar o dinamismo da economia da cidade, abrindo possibilidades de desenvolvimento. Para isso, vamos escolher um técnico da área para assumir a secretaria de turismo para que se estabeleça a promoção do turismo de Aracaju potencializando as nossas vocações em parceria com o trade turístico. Vamos promover qualificação e capacitação de mão de obra da cadeia do turismo, para recepcionar bem os visitantes. E implantaremos ações focadas em reinserir Aracaju no roteiro do turismo de negócios e eventos e, dessa forma, gerar emprego e renda.

 

Edvaldo Nogueira

O Turismo é uma das áreas prioritárias para alavancar o desenvolvimento econômico e gerar emprego e renda. Então, nesse sentido, nós elencamos esse setor como prioritário em nosso programa de governo. E o que projetamos para essa área já é uma realidade. No plano de retomada da economia que apresentamos recentemente, o turismo é uma das áreas contempladas no pacote de investimentos que estamos realizando em toda a cidade, que inclui a recuperação dos nossos equipamentos turísticos, como a Orla da Atalaia. E estamos fazendo isso com diálogo contínuo junto ao trade, para que possamos melhor direcionar o fomento à divulgação do Destino Aracaju. Vamos investir quase cinco milhões de reais na nova Orla da Coroa do Meio e intensificar a profissionalização do setor turístico, como estamos fazendo na Orla Pôr do Sol.

AJN1 e CS – No quesito saúde pública, quais os planos traçados para os próximos 4 anos?

Delegada Danielle 

Essa é uma área essencial e que precisa melhorar muito em Aracaju. Vamos fortalecer a atenção básica, ampliando o número de Equipes do Programa Saúde da Família para melhor atender a população, precisamos garantir atendimento de qualidade. Nós vamos fortalecer a atenção básica. Vamos profissionalizar, informatizar e despartidarizar a gestão da saúde, isso é muito importante para acabarmos com o loteamento dos postos de saúde. Iremos promover a saúde da população com foco em qualidade de vida e saúde integral. É uma preocupação nossa cuidar da saúde mental da população. Modernizar a rede de atenção à saúde para a transição demográfica que já enfrentamos e prepararmos a nossa cidade para situações epidêmicas.

Edvaldo Nogueira

A experiência vivenciada no enfrentamento da pandemia deixou muito claro que temos uma Saúde pública que funciona efetivamente. Ninguém ficou desassistido. A Prefeitura atuou para que o cidadão tivesse seu atendimento assegurado, tanto que somos a capital do Nordeste com menor taxa de mortalidade pelo vírus. Ao mesmo tempo, esta crise evidenciou a necessidade de a administração municipal avançar em novas estratégias, o que já vínhamos fazendo com a implantação do prontuário eletrônico e do aplicativo Mais Saúde Cidadão, que permite, pelo celular, a marcação de consultas e exames e o acompanhamento do serviço solicitado, garantindo mais conforto, praticidade e segurança. Estamos concluindo a 1ª maternidade pública municipal de Aracaju, criaremos um centro de diagnóstico de imagem por telemedicina e um novo centro de imagem e laboratório, além de construir novas UBSs.

AJN1 e CS – Como a gestão municipal pode contribuir para a geração de empregos e, por conseguinte, fortalecer a economia?

Delegada Danielle 

Com uma gestão inovadora, é possível criar condições para o crescimento das atividades comerciais e aumentar a geração de emprego e renda. Vamos criar uma super-secretaria de Desenvolvimento Econômico para atender os diversos segmentos, implementando políticas públicas ancoradas nas vocações e potencialidades da cidade e desenvolvendo ações estruturadas e integradas. Fortalecer e ampliar as cadeias produtivas locais, estimulando o empreendedorismo e desenvolvendo um ambiente de negócios favorável aos pequenos empreendedores. O turismo, como falamos acima, também será um dos setores que receberá nossa atenção, pois tem potencial para gera geração de emprego e renda.

Edvaldo Nogueira

Com o Programa de Retomada Econômica, que lançamos agora, vamos investir R$ 1 bilhão em obras que irão gerar 19 mil empregos. Com este programa atuaremos em várias áreas ao mesmo tempo com foco na melhoria da economia e na geração de novos postos de trabalho. Nosso foco é ajudar o empreendedor, criar as condições para a regularização das empresas, atrair turistas e assim gerar empregos. Também faremos a revitalização do Centro e criaremos mecanismos de atração de empresas de Economia 4.0, o que também irá impactar na geração de empregos. Além disso, ampliaremos as ações da Fundat, para formação dos jovens e encaminhamento ao mercado de trabalho.

AJN1 e CS – Há projetos para construção de novas avenidas que possam interligar a capital às BR’s 101 e 235, dando novas opções de entrada e saída?

Delegada Danielle

Sei da importância de obras como estas e da visibilidade que elas proporcionam ao gestor, mas acredito que Aracaju tem necessidades muito mais urgentes. Precisamos garantir, por exemplo, o acesso à infraestrutura às milhares de famílias que vivem sem acesso ao saneamento básico, em ruas com esgoto a céu aberto e sem pavimentação. Resolver definitivamente o problema dos alagamentos em nossa cidade, para que a população não enfrente transtornos toda vez que a chuva cair e, em muitos casos, perder seus bens. Então precisamos solucionar essas e outras demandas antigas dos aracajuanos. Diferente do atual gestor e seu grupo que em toda eleição faz uma série de promessas que depois não saem do papel, Seguirei com o compromisso de apresentar propostas factíveis e que poderei cumprir enquanto gestora. Sempre pensado no melhor para os a população.

Edvaldo Nogueira

Nós temos projeto pronto e já asseguramos os recursos para construirmos a avenida Perimetral Oeste, ligando o Lamarão ao Bugio, formando um novo corredor de mobilidade paralelo à Euclides Figueiredo, avenida cuja reestruturação, uma obra que muito me orgulha, acabou com os problemas históricos de alagamentos naquela região. Com essa nova avenida, facilitaremos a ligação com Nossa Senhora do Socorro, o que vai permitir menor tempo de deslocamento para os moradores das duas cidades. Conseguimos, com muito esforço e planejamento, avanços significativos na mobilidade urbana de Aracaju, com a requalificação de quatro grandes corredores e recuperação das ciclovias e da malha viária das principais avenidas. E vamos fazer ainda mais, com a reestruturação dos corredores das avenidas Maranhão, Tancredo Neves e Visconde de Maracaju.

AJN1 e CS – Caso vença o segundo turno, como o candidato(a) gostaria de ser lembrado(a) pelos aracajuanos após o mandato? Existe algum sonho a executar ou obra para deixar para sempre nas prateleiras da memória?

Delegada Danielle

Além do fato de ser a primeira mulher eleita prefeita de Aracaju, quero ser lembrada pela gestão transparente, ética, responsável e que trabalhou do primeiro ao último dia em benefício dos aracajuanos. Que fique na lembrança da população a gestora corajosa que enfrentou e resolveu os antigos problemas da cidade e transformou Aracaju em uma referência para o Brasil, com serviços públicos de qualidade em todas as áreas.

Edvaldo Nogueira

Quero ser lembrado como o prefeito que reconstruiu a cidade, que devolveu a qualidade de vida para Aracaju, que estava abandonada e triste; como o prefeito responsável por um patrimônio inegável de obras para quem mais precisa, como o prefeito que retirou milhares de famílias da lama e do desamparo, que garantiu assistência aos mais vulneráveis, que construiu casas para milhares de pessoas, que enfrentou a pandemia de cabeça erguida e que, pelo seu trabalho, preservou a vida de centenas de milhares de vida. Quero ficar para a história como o prefeito que atravessou a vida pública sem uma mácula ética e que tornou Aracaju uma cidade melhor para as futuras gerações, com mais oportunidades, uma cidade sustentável, resiliente, com desenvolvimento, segura e preparada para as futuras gerações.