ARACAJU/SE, 20 de abril de 2024 , 7:08:32

logoajn1

Augusto Bezerra emite nota sobre ação do MPE

Da redação, AJN1

 

O deputado estadual Augusto Bezerra emitiu nota pública sobre a Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa que o Ministério Público do Estado (MPE) ajuizou contra ele e mais 13 servidores comissionados da Casa Civil. Segundo o MPE, o deputado Augusto Bezerra, supostamente, se apropriou de parte da remuneração dos servidores por ele indicados.

 

Na sua defesa o parlamentar afirma que “o campo Cível e Criminal irá provar que nunca fez ameaças e não tem funcionários fantasmas. Segundo Augusto Bezerra todos os assessores políticos trabalham nas bases, conforme legislação vigente. O deputado afirma ainda que não será bode expiatório e nem boi de piranha.

 

Leia a nota da íntegra:

 

Deputado Estadual Augusto Bezerra

 

Em respeito a minha família, as minhas filhas e aos 28 mil sergipanos que me elegeram na eleição de 2014 e me confiam o voto seguidamente em seis eleições consecutivas, tomei a partir de hoje (quinta-feira ), as seguintes posições:

 

1 – Sofri um ano inteiro calado, vendo inverdades sendo jogadas a meu respeito e quero que todos saibam: o meu silêncio não é por medo ou por falta de argumentos, mais sim pelo respeito que sempre tive pelo Poder Judiciário do meu Estado e em respeito as orientações dos meus advogados.

 

2 – No processo eleitoral, após o massacre que todos acompanharam, as minhas contas de Campanha de 2014 foram APROVADAS agora no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). E agora? Será que darão o mesmo espaço para propagar que minhas contas foram devidamente aprovadas?

 

3 – No campo Cível e Criminal, eu provarei que nunca ameacei ninguém, que não tenho histórico de violência e nem tenho FUNCIONÁRIOS FANTASMAS. Todos os  ASSESSORES POLÍTICOS, trabalham nas BASES, conforme LEGISLAÇÃO VIGENTE. Até o inquérito que desencadeou estes PROCESSOS foi feito através de uma DELAÇÃO PREMIADA que agora acaba de ser desmoralizada pelo próprio AUTOR, através de outra VERSÃO,  dada na Ação de Improbidade. E agora? Como vão ficar esses processos que foram construídos com a delação?

 

4 – Finalmente quero dizer que não serei BODE EXPIATÓRIO e nem BOI DE PIRANHA para ninguém. Peço a Deus serenidade para aguentar tantas CALÚNIAS. Agradeço a IMPRENSA do meu Estado e peço a compreensão de todos. Após esta NOTA PÚBLICA, eu só falarei em JUÍZO.           

 

Aracaju 13 de Abril de 2016.

 

AUGUSTO BEZERRA

 

 

 

Você pode querer ler também